Mundo

Bíblia de 1500 anos descoberta na Turquia preocupa Vaticano

Uma bíblia de 1500 anos foi descoberta na Turquia, após a prisão de uma quadrilha que comercializava antiguidades de forma ilegal. O livro, feito em couro tratado e escrito em um dialeto do aramaico, língua falada por Jesus, tem as páginas negras, por causa da ação do tempo.

Segundo informações do site Notícias Cristãs, peritos avaliaram o livro e garantiram que o artefato é original. A descoberta aconteceu em 2000, e desde então, vinha sendo mantido em segredo, guardado em um cofre-forte na cidade de Ancara.

Estima-se que o valor do livro chegue a 20 milhões de euros, dada sua importância histórica. Após a divulgação da descoberta, o livro foi considerado patrimônio cultural e após a restauração que será feita, será exposto no Museu Etnográfico de Ancara.

Há informações de que o Vaticano demonstrou preocupação com a descoberta e pediu às autoridades turcas que permitissem que especialistas da Igreja Católica pudessem avaliar o livro e seu conteúdo, que se suspeita, contenha o “Evangelho de Barnabé”, escrito no século XIV e considerado controverso, por descrever Jesus de maneira semelhante à pregada pela religião islâmica.

Fonte: Gospelmais

 Assista a reportagem da Euronews sobre a descoberta:

77 comentários

  1. MariooTerra disse:

    oxente, o grego era a língua universal dos tempos de Jesus. Quando Jesus citava passagem do antigo testamento. Ele o fazia pela versão grega, já que os judeus depois de ser escravizado pela Babilônia eles perderam o idioma hebraico. os discípulos escreveram sobre Jesus até o ano 100 como pode aparecer escritos originais no ano 1400?

  2. Fábio Souza disse:

    Incrível como a ignorância (falta de conhecimento) realmente tem destruido as pessoas! (Oséias 4.6) É claro que Maria foi escolhida entre muitas servas de Deus para ser aquela que deu a luz ao nosso Salvador. Inclusive o Salvador da vida dela! Leiam a Bíblia e aprendam que Maria também precisou de uma Salvador. Só por ter dado a luz a Jesus ela não garantiu nada não. A própria Maria teve outros seis filhos no mínimo, e isso não tirou a sua santidade! O problema é que ninguém lê a Bíblia! Só isso

  3. Mago disse:

    Reparei em uns comentários acima dizendo que os católicos deveriam assumir que não são cristãos por acreditarem em maria, para mim todos vcs que acreditam em jesus e em santo deveriam assumir que não são monoteísta e que não acreditam em um único Deus, porque se bem sabem o único que deve ser adorado é o Todo Poderoso, vamos parem de brigar, tdos vcs estão errados sob a lógica e a razão de se ter um único Deus, trindade é uma farsa…se jesus existiu nao passou de um simples homem..

  4. Antonio Romualdo disse:

    Se puderem fazer o bem em alertarem em evangelizar aqueles que idolatram qualquer coisa, não somente Maria, façam esse favor, ou melhor essa ordem (qualquer coisa leiam a Bíblia)! Cresçam! Parem de picuinhas, parem de intrigas.

  5. Antonio Romualdo disse:

    Mas devemos criticá-los?
    Não foi a mãe de João (a voz que clama no deserto) que ficou cheia do Espírito Santo e disse que ela era bendita entre as mulheres assim como Jesus seria e é bendito, qualquer coisa dão uma pesquisada na Bíblia. Será que não foi ela que estava cheia do ESPÍRITO SANTO que disse isso? ou estou enganado? Agora vem dizer que maria era somente uma virgem e não sei o que?!! Ou não foi Isaías que profetizou tudo isso! Estou enganado novamente?!

  6. Antonio Romualdo disse:

    seria bem mais sincero da parte deles…”

    Não sei qual é o problema das pessoas em quererem atacar outras religiões, deixem que quem adore Maria ir buscar o conhecimento, pois se faz isso é por que não tem! E me parece que pessoas que criticam sem saber de que se trata sem conhecer a doutrina da Igreja tem que ficar quieta(os)! Pois falarem mal é muito fácil… Teriam que estudar a doutrina Católica e verificarem se eles adoram Maria. Tem uma supervalorização no feito dela…

  7. Antonio Romualdo disse:

    “Lara disse:6 de março de 2012 às 19:49 O problema dos católicos, é que se dizem cristãos, quando não o são. São adoradores de Maria. Maria foi uma benção, mas não deve ser adorada. Ela estava na igreja de Atos, esperando para ser batizada com o Espírito Santo, como todos os outros cristãos da época. Reparem, Jesus não a chama de mãe em nenhum momento, Ele a chama de mulher, porque Ele sabia que iriam idolatrá-la. Os católicos devferiam assumir sua posição de não cristãos….

  8. Anderson Ferreira disse:

    Cara… sou evangélico, mas na boa, o fato de Barnabé estar sendo descrito de forma islâmica preocupar a igreja católica está sendo visto por vocês de forma errada. A visão ISLÂMICA de JESUS diz que ele foi um PROFETA, e não filho de Deus, como o cristianismo prega. A pseudo-preocupação da igreja católica deve-se a isso ir contra o CRISTIANISMO, e não contra apenas a IGREJA. Não faz sentido essa tentativa de desmoralização de evangélicos para com católicos e de católicos para com Evangélicos.

  9. KKKKKKKKKKKK, só lembrando… Maria foi a mãe de Jesus pela sua obediência à Deus e nao pela santidade dela, até porque todos pecaram e destituídos estao da gloria de Deus. Ela só era virgem, apenas.

    “E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.” Lucas 1:28

    “Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus.” Lucas 1:30

  10. wesley disse:

    Vamos esquecer esse negócio de “o problema dos católicos” ou “o problema dos evangélicos” a notícia fala sobre uma descoberta que, pode ser ou não, importante para a história e ficamos procurando picuinha com a crença dos outros, por favor, vamos respeitar as pessoas e suas decisões e nos ocupar com nossas escolhas e comportamentos.
    Sobre essa bíblia eu gostaria muito de poder ler uma versão restaurada dela, acho que seria fascinante.

    ps. eu sou evangélico.

  11. Zaina Kassen disse:

    Concordo plenamente com a Lara.

  12. Lara disse:

    O problema dos católicos, é que se dizem cristãos, quando não o são. São adoradores de Maria. Maria foi uma benção, mas não deve ser adorada. Ela estava na igreja de Atos, esperando para ser batizada com o Espírito Santo, como todos os outros cristãos da época. Reparem, Jesus não a chama de mãe em nenhum momento, Ele a chama de mulher, porque Ele sabia que iriam idolatrá-la. Os católicos devferiam assumir sua posição de não cristãos, seria bem mais sincero da parte deles.

  13. David disse:

    Maria não foi concebida sem pecado… mais uma falácia da Igreja Católica… Não existe imaculada concepção de Maria… existe sim, imaculada concepção de Jesus, pois Ele sim, foi concebido sem pecado. Maria, grande mulher de Deus, escolhida, teve pai e mãe. Só quem não estuda e busca a verdade, é que engole as mentiras do catolicismo!

  14. Thiago disse:

    essa biblia ai tem que ser estudada e si tive textos que possa si encaixa na nossa biblia tem que por ne
    depois a biblia toda nao foi escrita de uma vez so

  15. J K Oliveira disse:

    Leandro,
    Você também parece muito preocupado defendendo o vaticano. Acredito que vaticano está sim preocupado com o conteúdo do manuscrito e acredito que eles possuem documentos importantes escondidos, com o intuito de esconder a verdade dos cristãos católicos, eles já fizeram isso no passado e continuam a fazer no presente, principalmente por dizerem ter a Bíblia como instrumento de fé e escondem a verdade que nela há, fazendo os cristãos católicos acreditarem em coisas que a Bíblia não ensina.

  16. CARLOS HENRIQUE disse:

    O UNICO DIGNO DE ADORAÇAO É JESUS,MARIA É SANTA SIM, MAS NÃO É PARA SER ADORADA COMO MUITAS PESSOAS FAZEM!!!

  17. Margarete Küttner disse:

    barnabé para mim foi um homem igual a tantos outros mais instruidos do seu tempo e o que ele escreveu sobre JESUS não tem a menor importância!
    O que realmente vale é o Cristo que se mantém vivo eternamente.

  18. Lessandro disse:

    Luiz disse:
    “Se a birra dos evangélicos é com MARIA a Santa Mãe de Jesus, escolhida por Deus desde a sua imaculada concepção, deve ser porque os evangélicos são filhos de chocadeira.”

    Os evangélicos não têm birra com Maria, da qual as escrituras mencionam, os evangélicos têm contra a Maria inventada pelos católicos. Maria mãe de Jesus, a qual a Bíblia relata, merece ser honrada, mais essa Maria dos católicos é uma Deusa, e o pior é que os padres sabem disso, mais deixam essa idolatria.

  19. AANJJOO disse:

    É AGORA HAVERÁ A DIVISÃO QUE CRÊ EM CRISTO NÃO SE ABALARÁ MAS QUEM NÃO ESTÁ FIRME E VAI PARA ONDE O VENTO QUE NÃO É DO ESPÍRITO SANTO MAS SIM VENTO DE CONFUZÃO O LEVAR… ACORDA CRISTÃO!!! JESUS ESTÁ VOPUTANDO… BEIJOPS AANJJOO!!!!!!

  20. Mauricio de Deus disse:

    Vamos parar de alvoroço e se dedicar a amar o SENHOR JESUS e buscar a salvação.

  21. pedro disse:

    SIM muito importante essa descoberta eu creio que esiste muito mas desa antiguidade que poderia muda muita coisa.

  22. Observador disse:

    O Vaticano deveria se preocupar com a pedofilia,alias a Biblia não pertence ao Vaticano,quem são eles para se meter onde não é chamado.Deveriam tambem se importarem em pregar a verdadeira palavra,aquela que condena as imagens,isso eles não fazem,que igreja redicula.

  23. EU disse:

    ESSE LIVRO SO TEM A ACRESCENTAR EM NO QUE FOR BOM

  24. José Cláudio Dazilio da Vitória disse:

    Creio que a Bíblia é a Palavra de DEUS. Ainda que historiadores e arqueólogos provassem quetudo o que sabemos sobre a Bíblia até hoje é um grande erro, ainda assim continuaria na presença de meu DEUS, pois não o conheço por teoria e por ouvir falar, mas por viver, por experiência. Foi ELE que, contra todas as expectativas médicas, deu dois anos de vida com qualidade ao meu pai, que estava com câncer; é ELE que me dá a sua revelação e não deixa a sua Palavra cair; é ELE que cumpre suas promessas

  25. Leandro disse:

    BLACK:
    O evangelho de Barnabé (não confundir com epístola de Barnabé) foi escrito em época situada entre os séculos IV e V, e essa edição está bem próxima da data de composição.
    O Islam surgiu alguns séculos depois.
    Não é uma influência islâmica e, sim, um livro que posteriormente foi utilizado por islâmicos para demonstrar a sua versão sobre Jesus.
    (mas há outros livros nessa Bíblia siríaca).

  26. Leandro disse:

    ROSANGELA:
    Não existe nenhum vestígio da Arca de Noé, nem ossada de gigante filisteu.
    Se existissem e fossem encontrados, acredito que o Vaticano não teria interesse algum em escondê-los.
    Quanto a rodas de carros de Faraó, foram encontradas, sim, mas em local improvável para qualquer rota do Êxodo de Moisés.

  27. Leandro disse:

    EDU:
    Não é verdade que todas as igrejas derivam do catolicismo, ou se apoiam em um livro “montado” pelo Concílio de Niceia.
    Aliás, nenhuma ata deste concílio mostra que o tema do canon ou texto da Bíblia tenha sido tratado em Niceia.
    A Bíblia base já existia e os que não foram incluídos no canon nem por isso são heréticos, como foi o caso do Pastor de Hermas e da epístola de Barnabé. Muitos séculos antes de Niceia, os 4 evangelhos já eram considerados universais.

  28. Leandro disse:

    “ATEU DA SILVA”:
    Jesus Cristo não é um herói sobrenatural inventado por homens das cavernas de Israel. Jesus tem, sim, existência histórica por intermédio de testemunhos concebidos racionalmente e que compuseram um conjunto com uma coerência não encontrada em nenhum testemunho do mesmo período.
    E, diga-se de passagem, ninguém recebeu nada por isso… a não ser execuções e martírios.
    Mas é sintomático que seu comentário seja o menos inteligente, o que é coerente com o neo-ateísmo.

  29. Leandro disse:

    JOÃO PAULO:
    Há outras edições do evangelho de Barnabé.
    Esse é um livro já conhecido (não confundir com a epístola de Barnabé, que teve amplo reconhecimento pela Igreja antes do canon definitivo).
    A cópia que até então tínhamos mais antiga do evangelho de Barnabé é que é do século XIV.

  30. Leandro disse:

    GUTEMBERG:
    Acredito que o Vaticano só se interesse pelo documento por causa de seu valor histórico (e também porque eles têm condições de adquirir; os sírios, não).
    E é óbvio que não é uma Bíblia que tem inclinações islâmicas, e sim um dos livros (pseudoepígrafo) dessa edição que compartilha uma visão sobre Jesus que combina com em parte com a visão islâmica de Jesus.
    Qualquer edição antiga que se venha a descobrir da Bíblia terá diferenças em relação à Bíblia canônica.

  31. Leandro disse:

    CLAILTON:
    Não há o que ser desmascarado com a descoberta de uma Bíblia siríaca de 1500 anos.
    Porém, pode auxiliar aos pesquisadores para descobrir mais dados sobre a linha de transmissão da Bíblia que formou o texto bizantino, e este o Textus Receptus, base no texto do NT das Bíblias de edição protestante.

  32. Leandro disse:

    ROBERTO CARLOS:
    A Igreja nunca contestou que Pedro fosse casado.
    Os bispos até vários séculos depois de Cristo foram casados, e foi apenas lentamente que se tornou mais comum o voto de castidade entre os membros masculinos do clero.
    A proibição do casamento foi somente no século XI.

  33. Leandro disse:

    ALEXANDRO:
    certamente esse livro não foi escrito por Barnabé. Nem este e nem outros atribuídos a ele. São pseudo-epígrafos. A origem desses escritos vem séculos depois da morte de Barnabé e outros companheiros de Paulo.
    Não há segredos a serem revelados.
    A Igreja Síria (que seria a que naturalmente teria mais direitos a essa edição) certamente não tem 20 milhões de euros para adquirir a obra – que nem está a venda – e anda mais preocupado com o futuro de uma Síria pós-Assad.

  34. Leandro disse:

    CARLOS MIGUEL: esse livro em destaque (o evangelho de Barnabé) já é conhecido há séculos e foi traduzido em línguas modernas.
    A inclusão do livro era plenamente aceitável para o século V, quando o canon era ainda disforme e diversas comunidades seguiam livros distintos do canon.
    Contudo, essa descoberta interessa pelo texto siríaco, já que as edições da Peshito (Bíblia siríaca) mais antigos são posteriores ao século V.
    E isso pode resolver divergências em relação aos unciais gregos.

  35. Leandro disse:

    Essa é uma Bíblia em siríaco (ou seja, em um dialeto do aramaico, embora não seja o mesmo falado na Judeia/Galileia).
    Não podemos nos esquecer que é uma Bíblia tem como fonte remota o texto grego dos primeiros escritos. Uma Bíblia siríaca tem o mesmo valor de um texto latim, árabe ou copta.
    Estar na mesma língua falada por Jesus é apenas uma coincidência, já que o aramaico se falava em uma área muito ampla do Oriente.

  36. Leandro disse:

    Importante notícia.
    Mas não vejo motivo para sensacionalismo.
    Se o Vaticano está preocupado com o manuscrito é porque quer mantê-lo seguro ou adquirí-lo. Não para esconder do público.
    Essa história de Vaticano escondendo documentos ou impedindo de pesquisadores terem acesso a eles é mera lenda moderna, ainda mais se tratando de um texto siríaco, que não corresponde à linha de transmissão da Bíblia que chegou até hoje, e que tem origem no texto grego.

  37. Luiz disse:

    Se a birra dos evangélicos é com MARIA a Santa Mãe de Jesus, escolhida por Deus desde a sua imaculada concepção, deve ser porque os evangélicos são filhos de chocadeira.

Comentários encerrados.