Mundo

Consumo de drogas causa 500 mil mortes anuais, diz OMS

Segundo diretora-geral da OMS, situação está piorando. Margaret Chan defende que consumo de droga seja visto como uma questão de saúde, não apenas como uma questão criminal

Segundo diretora-geral da OMS, situação está piorando. Margaret Chan defende que consumo de droga seja visto como uma questão de saúde, não apenas como uma questão criminal

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, fez um alerta nesta segunda-feira (13) em Viena de que as drogas causam cerca de meio milhão de mortes anuais e que, em alguns aspectos, a situação piorou nos últimos anos.

“A OMS estima que o consumo de drogas é responsável por cerca de meio milhão de mortes a cada ano. Mas este número só representa uma pequena parte do dano causado pelo problema mundial das drogas”, disse Chan durante seu discurso perante a Comissão de Narcóticos da ONU, que reúne-se em Viena.

Este número contrasta com a estimativa oferecida pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o crime (UNODC), que no ano passado estimou que as mortes devido ao consumo de drogas eram de pouco mais de 200 mil.
“Em alguns aspectos, a situação está piorando e não melhorando. Muitos países estão experimentando uma crise de emergência sanitária devido às mortes por overdose”, acrescentou a diretora da OMS.

Chan não deu mais detalhes sobre esse dado, mas um recente relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife) indicava que nos EUA quase duplicaram as mortes por overdose entre 2013 e 2014, quando o país registrou mais de 47 mil mortes por essa causa.

A diretora da OMS pediu perante os 53 países da Comissão que o consumo de drogas seja abordado como um problema de saúde pública e não apenas como uma questão criminal. Entre os países da Comissão estão Irã e China, países com castigos severos para o consumo de drogas e o narcotráfico, que podem inclusive chegar à pena de morte.

“Gostaríamos de ver mais consumidores de drogas atendidos pelo sistema sanitário ao invés de processados pelos tribunais”, pediu Chan. “O principal objetivo do controle de drogas é salvar vidas” e reduzir “os danos sociais” causados por seu consumo, lembrou.

“Quase todos nesta sala conhecerão ou saberão de pais que têm um filho com problemas de drogas. Esses pais querem que seu filho receba um tratamento, não o querem na prisão”, disse.

Chan também defendeu as conhecidas políticas de redução de danos que consistem, entre outras coisas, em programas de tratamento substitutivo com metadona e que em países como Irã ou Rússia são proibidos. “As políticas sobre drogas devem estar baseadas em evidências e não em emoções ou ideologias”, concluiu.

Leia também: Uruguai: legalização da maconha não diminuiu o tráfico e a violência

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: G1

10 comentários

  1. Luiz Felipe Radzki disse:

    O mundo jaz no maligno. Nem cristãos são poupados. Veja-se o que fez o estado islâmico aos cristãos. No final, haverá um acerto de contas. Jesus venceu o diabo.

  2. decio da silva de almeida disse:

    Diante da manifestaçao de sua Excelencia, ministro do STF roberto barroso, deveria o mesmo reconsiderar sua declaraçao, a favor da liberaçao dessa imundicia diabolica chamado ‘droga’.
    Sua Excelencia deveria se aprofundar mais nos estudos da OMS e rever sua posiçao sobre o assunto.

  3. levi varela disse:

    Está. O problema é que são poucos que conseguem entender face a situação precária. a mente possuída pelo entorpecente, perdendo,pois, a razão, o entendimento, sendo de pouca solução a palavra. A maioria logo compromete o cérebro, e não é fácil ensinar caminho certo a louco, costumam logo morrer.

    1. Luiz Felipe Radzki disse:

      Conheço ex-drogados, moradores de rua, loucos, mendigos, que O SENHOR JESUS CRISTO libertou, e hoje são pessoas úteis e valiosas.

    2. levi varela disse:

      O que motiva tantas mortes e violência, acaso as igrejas não estão evangelizando como deveriam, é isso? Não se deve negar a mudança do ser humano. O problema é que o tráfico e uso de drogas são bestiais. Rápidas as ações, por conseguinte menos inocentes morrendo. Novas ideias e rápido.

  4. levi varela disse:

    99% dos usuários é entorpecido quando crianças. Ao atingir a idade adulta são perseguidos por quem os induziu ao uso e p/ sociedade, discriminando-os. Ou seja, queda e coice. Não bastasse, nós sofremos com a guerra entre traficantes e o estado.Não se fala em alternativas. Morte, tristeza, nada novo

    1. Luiz Felipe Radzki disse:

      Pregue-se o evangelho.

    2. levi varela disse:

      Está. O problema é que são poucos que conseguem entender face a situação precária. a mente possuída pelo entorpecente, perdendo,pois, a razão, o entendimento, sendo de pouca solução a palavra. A maioria logo compromete o CÉREBRO, e não é fácil ensinar caminho certo a louco, costumam logo morrer.

  5. Luiz Felipe Radzki disse:

    Todas as drogas lícitas ou ilícitas, exceto as medicamentosas, devem ser banidas.

    1. levi varela disse:

      De que forma? T

Comentários encerrados.