Brasil

Cresce debate e manifestações sobre presença da religião em ambientes públicos

Entidades civis estão organizando manifestações públicas pelo estado laico em três capitais brasileiras, para reivindicar a liberdade de crença em instituições de ensino, como determina a Constituição Federal.

No Rio de Janeiro o evento está marcado para 10 de abril, em São Paulo para o dia 14 de abril e na última quinta-feira, 29 de março, Porto Alegre já presenciou um ato público que levantou a discussão do tema.

Os debates surgem após muitos casos virem à tona nas últimas semanas sobre a fé em ambientes públicos.

No Rio Grande do Sul, o Tribunal de Justiça do Estado determinou a retirada de símbolos religiosos dos espaços públicos, em decisão favorável a uma ação requerida pela Liga Brasileira de Lésbicas e outras entidades sociais.

Por outro lado, as escolas do município de Ilhés (BA), têm que cumprir o que diz um Projeto de Lei que exige que a oração do Pai Nosso seja feita antes das aulas nas escolas da rede municipal. O ministério Público já está investigando a validade dessa lei.

Um dos casos mais comentados ocorreu em uma escola estadual em São Bernardo do Campo (SP), em que um aluno passou a sofrer constrangimento por parte dos colegas depois que se recusou a assistir a aula de uma professora que lia a bíblia e pregava nos 20 minutos iniciais das aulas. O aluno era praticante do candomblé.

O pai do menor contou que tentou conversar com a professora, mas não foi bem recebido. Ele decidiu então fazer um boletim de ocorrência sobre o caso na polícia.

Em Brasília, o Supremo Tribunal Federal (STF) está analisando argumentos de entidades ligadas aos direitos humanos que alegam a inconstitucionalidade do ensino religioso confessional. Essa modalidade de instrução garante espaço privilegiado a determinadas religiões em instituições de ensino, de acordo com as preferências dos alunos ou dos pais. As entidades temem que o espaço público sirva a pregações religiosas, de acordo com a revista Isto É.

O debate sobre a laicidade do estado já teve outros capítulos. Em fevereiro, um procurador interpelou o Banco Central para que fosse retirada a expressão “Deus Seja Louvado” das cédulas de real.

A resposta do BC foi de que também a Constituição foi promulgada sob a “proteção de Deus” e que “a República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa”.

Enquanto a sociedade aguarda a decisão da justiça sobre a presença da religião em diversos setores da sociedade, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, advertiu que “é necessário vigiar para que a laicidade do Estado seja mantida se não quisermos que heresia volte a ser crime”.

Fonte: The Christian Post

19 comentários

  1. Fernando disse:

    O Diabo instalou suas garras aqui no Rio Grande do Sul, precisamos de um avivamento.

  2. thiago pereira disse:

    Estamos em ano de eleição.Podemos começar a protestar com nosso voto,não votando nesses políticos que estão querendo promover a perseguição religiosa no Brasil.Acorda igreja de Cristo!!!!!!!

  3. Robson Macias disse:

    Tem uma frase que costumo de dizer: É muito fácil carregar Jesus no peito, o dificil e ter peito para levar Jesus”. Sou católico, com muita alegria. Não sou católico nem pelos bons que aqui existem e nem tão pouco pelos maus que aqui tem quarita. Não me impoto muito se vão tirar as cruzes e simbolos religiosos dos lugares públicos. Sei que eloes incomodam a muitos. A final a sociedade quer distancia de Deus.

  4. por religião si mata e si faz guerras pelo redor do mundo!!!!!!!!!!!!

  5. wilson dias disse:

    Devemos observar quem são os magistrados que estão votando esses mudanças com relação a questão religiosa em nosso pais, Eles devem entender que estamos num pais que a liberdade de expressão e livre, e eles não estão no poder para fazer mudanças para agradar a grupos. A muita coisa necessária precisando do julgamento serio e estão sendo omissos.

  6. ezedan morais disse:

    Preguem a mensagem do Evangelho a todos, em obediência ao IDE de Jesus, mas nas escolas não. Religião deve ser transmitida aos filhos pelos pais, ou a todos, nas igrejas e templos, já que estes lugares são ambientes públicos. Por favor, amar é, inclusive, não empurrar de goela a baixo doutrinas e dogmas!

  7. celma de sousa disse:

    Então tá, vão ter que tirar o Cristo redentor do morro tambem né?
    É brincadeira, depois que o PT entrou no poder, o politicamente correto e a opressão mascarada estão a toda!
    Se os CRENTE EM JESUS NÃO ABRIREM O OLHO O BRASIL IRÁ VIRAM UMA VENEZUELA, NÃO É A TOA QUE O PARTIDOS DOS TRABALHADORES(partido dos tranbiqueiros) são carne e unha com o HUGO CHAVES!
    sE ALGUM PASTOR DITO PRESIDENTE DAS ASSEMBLEIAS DE Deus pedir voto para o PT ,cuidado!
    DEÊM UMA OLHADINHA NO ESTATUTO DO PT .

  8. José Cláudio Dazilio da Vitória disse:

    A presença dos símbolos religiosos nas entidades públicas fere a laicidade e a permissão para que cristãos tornem o ensino religioso confessional será a porta de entrada para que professores de outras crenças possam fazer o mesmo, usando o argumento da isonomia. Lugar de estudar religião é em casa e na igreja, e não na escola. Quanto aos símbolos religiosos, se pode ter cruz, daqui uns dias poderá ter a meia lua, a farofa, as imagens católicas, etc.

  9. Deus seja louvado! Por isso é que o mundo jaz no maligno porque falta Deus nos lares, falta Deus nas escolas e o que mais se vê são alunos se prostituindo, agredindo o colega e mergulhado no mundo das drogas. O Brasil é do Senhor Jesus e isso deve ser levado sim, de modo democratico a todas as pessoas.

  10. EDAZ disse:

    O PAIS E LAICO MAS NAO ATEU QUANDO MINORIAS QUEREM CALAR A MAIORIA SE CHAMA DITADURA

  11. Gabriel P disse:

    Não concordo com a decisão de tirar certos simbolos religiosos do país porque isso não fere a laicidade da nação, só o fato de todos poderem viver sob a proteção da lei sem discriminação religiosa ja prova que o Estado é laico ( lógico que nada é 100% só Deus), o Brasil tem uma história com a fé cristã,no sentido que creêm em Cristo de alguma forma, então muitas coisas são simbolos de respeito como a frase: Deus seja louvado!

  12. Fernanda Carvalho disse:

    Em 1Pe 2:23 diz: “Pois Ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente.” Quando recusamos a nos defender a nós mesmos, estamos abrigados sob a mão da graça e julgamento de Deus. Nós como cristãos, devemos nos posicionar em oração por esses q ultrajam o cristianismo, pois não conhecem a Cristo. Onde está a verdadeira Igreja do Senhor? Será q essa irmã q estava lendo a Bíblia recebeu o pai com mansidão e humildade?

  13. hummberto disse:

    O Brasil é um Estado laico. Isto significa que não temos uma ‘religião oficial’, e que o Brasil não uma teocracia, como são os países de maioria islâmica, ou como o ‘Israel do Velho Testamento’. Mas os cidadãos brasileiros religiosos têm o direito de expressar sua religião em qualquer lugar; têm o direito de votar e de afirmar sua convicção política em todo o território nacional; Têm o dever de exigir dos seus governantes ou representantes que cumpram o que prometeu em campanha.

  14. Eu nunca engoli essa tal laicidade do estado, até porque as pessoas físicas e reais, mesmo os servidores públicos tem suas respectivas crenças religiosas que os influenciam nas suas decisões seja em que nível for, portanto, prá mim, ela não passa de conversa mole prá boi dormir, não para ovelhas so pasto do Senhor.

  15. arqueleu disse:

    Entendo que, numa sala de aula pode ter alunos de mais de uma religião, católico, evangélico, islamico, enfim. O que entendo é que, nem Jesus forçou ninguém a segui-lo, Ele convidadva “quem quiser vir após mim”. Agora, o que nao se pode negar é que, tradicionalmente, o Brasil é um país de maioria cristã, com suas variações, mas, inegavelmente de maioria cristã. Sei, sabemos, que somos um país laico, mas isso não dá direito a ninguém de discriminar, seja qeum for, por sua condição religiosa.

  16. Ademar Felix disse:

    O problema no Brasil sempre foi a imposição das maiorias, nunca houve consenso, principalmente na religião, muitas vezes ao arrepio da LEI… Com o advento da REPÚBLICA e a nova constituição, o Estado passou a ser laico, então o que dizer dos crucifixos permanecerem nas repartições publicas…Pque não são substituidos p/ cruz vazada, aceita por todos os cristãos…Fui transferido de repartição pque reclamei do crucifixo colocado na minha porta a minha revelia…Graças a Deus as coisas mudam…

  17. FRANCISCO ANDRADE disse:

    O BRASIL É DE JESUS
    JESUS É O CAMINHO, VERDADE E VIDA. SEM JESUS nada somos.NA primeira certa de JOão:I João 2.1,2 – 1 MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.
    2 E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.
    O BRASIL É DE JESUS, GLÓRIAS A JESUS,

  18. FRANCISCO ANDRADE disse:

    O BRASIL É DE JESUS. Na primeira carta de João, Deus é luz: aqueles que não andam na luz não têm comunhão com ele
    5 E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas.
    6 Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.
    7 Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.

  19. Paulo Cleiton disse:

    Quais são essas Entidades Civis responsáveis por estas iniciativas? Quem são os responsáveis por elas e qual o motivo para tal? Precisamos saber quem são essas pessoas. Elas deve mostrar quem são.

Comentários encerrados.