Gospel

Cristão indonésio enfrenta perigos para levar o evangelho aos hindus

Imagem: DivulgaçãoElia* é um cristão indonésio, de 70 anos, que dirige uma igreja doméstica em uma das aldeias do país. Trabalhando como vendedor de sabão, ele aproveitava qualquer oportunidade para falar de Jesus. Foi dessa maneira que nasceu uma pequena igreja, por meio de pregações individuais aos aldeões. Elia prega a salvação aos hindus há mais de três décadas e já enfrentou muitas situações difíceis. Ele conta que, certa vez, alguns hindus usaram “magia negra” para tentar impedir o crescimento de seu ministério naquela região.

Um dia, durante uma de suas viagens, ele parou para tomar um café e, ao final, percebeu que havia uma larva no fundo da xícara. Uma semana depois, ele parou no mesmo lugar e os aldeões se aproximaram dizendo que ele era “um homem com grandes poderes” e admitiram que o café que ele tomou na semana anterior estava “encantado e envenenado” e que eles tinham a intenção de matá-lo. “Depois disso, me tornei ainda mais ousado e apaixonado para pregar o evangelho aos hindus daquele lugar”, compartilhou.

“A passagem que está em Mateus 11.28 se encaixa perfeitamente aos hindus. Eles realmente parecem cansados e sobrecarregados após tantos rituais aos seus deuses, em busca de salvação. É meu sonho ver cada um deles se tornando um adorador do Deus verdadeiro”, afirmou.

Elia e todos os fiéis já foram convocados diversas vezes, pelo governo, por causa das atividades evangelísticas e até foram pressionados a fechar a igreja onde atuam. “Mas Deus sempre nos dá sabedoria e nos protege. Por isso que eu digo que quando Deus abre as portas, ninguém pode fechá-las”, disse Elia.

Atualmente, há mais de 20 igrejas estabelecidas entre várias aldeias que ficam nas montanhas da Indonésia, cada uma composta por cerca de 10 a 50 membros. As sementes que Elia lançou, brotou e deu frutos na nação que ocupa a 46ª posição na atual Lista Mundial da Perseguição. Ore pelos nossos irmãos indonésios.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Portas Abertas

3 comentários

  1. DEBORA CORREA disse:

    Glórias a Deus pela vida desse irmão e tantos outros que cumprem o ide de Jesus mesmo arriscando suas vidas. Nós temos toda liberdade e não a aproveitamos como deveria.

  2. Pr. Carlos disse:

    Sei lá… estive fazendo as contas: mês de Julho/17 foram 56 países que coloquei meus pés. Já levei Biblia até dentro da China. Preguei na India… falei de Jesus em inumeros locais e situações. Estou aqui, vivo. Acho que falta é “estratégia” muitas vezes. Detalhe: não quero aparecer, mas Jesus SIM.

  3. BORGES disse:

    Irmão lindo demais…

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*

Você tem caracteres para usar.