Brasil

‘Engravidei na balada e não sei quem é o pai’, conta ex-alcoólatra

Após 16 anos de alcoolismo, inclusive durante duas gestações, a dona de casa Sueli, 46, conseguiu abandonar o vício pós 16 anos de alcoolismo, inclusive durante duas gestações, mas passou por várias situações difíceis antes disso. “Aos 21 anos, engravidei na balada. Foi o meu apagamento. Não lembro de nada. Não sei quem é o pai da minha filha. Mesmo grávida, continuei bebendo e frequentando balada. Tive minha filha. O normal de uma mãe é cuidar de uma filha recém-nascida. Mas comigo isso não aconteceu. Eu largava minha filha com minha avó alcoólatra e voltava para a vida do álcool e das baladas”, conta em entrevista à Folha de S. Paulo.

Sueli lembra também como começou sua relação com o álcool: “Fui abandonada pela minha mãe aos seis anos de idade e passei a ser criada pela minha avó. Era uma família que não gerava amor, carinho. Gerava álcool. Meus avós, minha mãe e meu irmão, todos eram alcoólatras, e minha irmã morreu de overdose. Todos já se foram. Comecei a beber cedo, com 15, 16 anos, por embalo. Ia para os bailinhos nos fins de semana, mas era tímida, tinha vergonha de namorar, de dançar. Aí descobri que depois de algumas cervejas me tornava poderosa. Dançava, namorava, xingava. Aos poucos, comecei a beber também às quintas e às sextas”.

A partir daí, as histórias com o alcoolismo só pioravam a vida familiar de Sueli. “Quando minha filha tinha nove meses, resolvi morar com um homem que mal conhecia em São Paulo. Tive sorte, foi um homem que me acolheu, que falou: ‘Pare de trabalhar e cuide da sua filha’. Era tudo o que eu queria: alguém para nos sustentar. Mas em vez de cuidar da minha filha, passei a beber mais e mais. Só que em casa. Eram os meus vizinhos quem cuidavam da minha filha”.

“Depois começaram as brigas, físicas e verbais. Ele chegava em casa do trabalho e queria a esposa. Encontrava uma bêbada. Quatro anos depois, nasceu a minha segunda filha. Também a gerei no álcool. O descontrole foi total. Era minha filha maior que cuidava da caçula, de mim e da casa. Eu só me lembrava das coisas até o momento que deixava a menor na escolinha, às 10h. Depois, passava na quitanda, comprava bebida (no começo era cerveja, depois passou a ser pinga com açúcar), começava a beber em casa e apagava tudo. Não me lembrava de buscar minha filha na escola e, às vezes, estava tão bêbada que a tia não deixava que eu a levasse. Comecei a perceber hematomas nas minhas filhas, mas não lembrava que tinha batido nelas no dia anterior. Um dia, pedi para a menor, que na época devia ter uns cinco anos, comprar uma garrafa de vinho no meio da chuva. Na volta, ela deixou a garrafa cair e pagou caro por isso. Eu dei um coro tão grande que ela ficou dois dias de cama (começa a chorar compulsivamente). No dia seguinte, eu não lembrava de nada. E ela dizia: ‘A senhora me espancou. Eu odeio a senhora, não tenho mãe’. Até hoje ela não me perdoa. Já a maior conseguiu entender que tudo o que eu fiz foi por causa de uma doença chamada alcoolismo, não foi por maldade”.

A luta contra o vício só começou após alguns anos: “No dia 13 de janeiro de 1998, decidi dar um novo rumo na minha vida. Meu marido chegou em casa e disse que queria se separar. Eu estava bêbada fazendo o bolo do aniversário de 11 anos da minha filha mais velha”. “Naquela noite, passei praticamente no banheiro, vomitando. Uma hora, me ajoelhei no chão e pedi: ‘Deus, me ajuda porque sozinha eu não consigo’. Veio então o AA (Alcoólicos Anônimos) na minha cabeça. Liguei para o telefone de plantão e o atendente me indicou uma sala do AA. No dia seguinte, ingressei na irmandade. A partir daí, comecei a ser mãe de fato. Depois disso, tive mais dois dois filhos, que hoje têm 14 e 11 anos. Eles dizem: ‘Mamãe, eu te amo’. Das minhas filhas mais velhas, eu nunca ouvi isso. Faz 15 anos que nunca mais coloquei uma gota de álcool na boca. Só por hoje”, comemora.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: BOL

27 comentários

  1. LUIZ MONTEIRO disse:

    Gloria a Deus que voçe consegui largar a bebida o sr. Jesus diz os arrenpedido é que se salva voçe recebeu
    uma benção do Sr. continue a ter uma vida limpa sobria é que DEUS continue te abençoando, louvado se nosso senhor Jesus Cristo éste é só amor.
    Gloria, Gloria, Gloria a Deus.
    Luiz Monteiro

  2. elen Guedes disse:

    mas se converteu?

  3. odair pedro de angelo disse:

    Jesus veio para salvar todos aqueles que se havia perdido,e ele esta com suas mãos estendidas para todos aqueles que a ele pede socorro.

  4. Manoel disse:

    É de fazer dó, ela não mostra o rosto, parece uma jovem muito bonita, ainda há tempo, se ela tiver um encontro com Jesus, terá solução para seu problema.

  5. Neicacio Pinto disse:

    Lendo esta matéria vejo como Deus Nos ama Tanto, e como Ele sempre esta de braços abertos para liberar perdão sobre nossas vidas. Sueli, o que foi roubado de sua vida e da suas filhas, você verá Jesus
    fazer grandes maravilhas na casa.

  6. Mary Jane Cavalcante da Silva Gomes. disse:

    Ainda bem que pediu socorro ao Senhor! Pois Ele socorre o aflito.

  7. carmen disse:

    Parabéns que Deus continui te abençoando grandimente,vc e seus filhinhos.

  8. Marcos Guimarães disse:

    Cara irmã , se você durante este período passar por algum tipo de crise de abstinência , rápidamente procure um banheiro: ponha-se de joelhos e ore ao Senhor Jesus e Ele te ajudará a carregar este fardo,lembre-se que Ele prometeu e Jesus não homem para que minta e ou se Esqueça.Sempre que houver algo díficil,corra para os joelhos e ore.

  9. Marcos Guimarães disse:

    Minha irmã . Creio que o seu sofrimento” acabou ” Jesus lança todo o seu passado no mar do esquecimento Glória a Deus, mas as consequências devem ser resolvidas, se você estiver lendo creio que o mais rápido possível vcê deve procurar um trabalho de LIBERTAÇÃO (sério) para por fim a essa maldição hereditária. Você já detectou o problema, parou com a bebida , agora é focar em Jesus e seguir em frente.

  10. Alberto disse:

    Opus Dei. Uma das funções secretas desses membros, de acordo com os críticos da organização, seria ocupar posições de liderança na sociedade – seja num cargo político, na direção de uma grande empresa, na presidência de um banco, na reitoria de uma universidade ou na chefia de um veículo de comunicação. Do alto desses postos de comando, a capacidade de expansão e o poder de influência do Opus Dei estariam assegurados. Isso é Geraldo Alkmin candidatável do PSDB

  11. Helena disse:

    E OS ATIVISTAS GAYS DO PT E PSOL, COMANDADOS PELO DEPUTADO GAY JEAN WILLIS DEFENDEM A LIBERAÇÃO DA PROSTITUIÇÃO E OUTRAS DROGAS..DÁ NISSO!

  12. RICARDO XAVIER disse:

    ESSA MULHER PODE TER ERRADO EM ALGUNS MOMENTOS DA SUA VIDA, MAS QUEM NÃO ERRA? MAS O QUE ME CHAMA ATENÇÃO É QUE NÃO HÁ RELATOS DE ABORTO , ELA MESMO ALCOÓLATRA PREFERIU TER A FILHA. TALVEZ PORQUE NÃO TINHA INFORMAÇÃO OU NÃO TINHA DINHEIRO, MAS UMA COISA É CERTA ,ELA TAVA MAIS SÓBRIA DO QUE A MAIORIA DOS MÉDICOS QUE APOIA A IDEIA DO ABORTO. SERÁ QUE DEPOIS QUE ELES CONSEGUIREM APROVAR A LEI, NÃO IRAM TAMBÉM INCENTIVA-LA? AÍ A ESSA HISTORIA TERIA OUTRO FIM…

  13. ANDERSON disse:

    SUA LUTA É DIARIA… QUE DEUS POSSA DERRAMAR AINDA MAIS VITÓRIAS SOBRE SUA VIDA.
    QUE O PAI, QUE ESTA NOS CÉUS, POSSA NOS FORTALECER SOBRE NOSSAS FRAQUEZAS E NOS FAZER HOMENS DE VITÓRIAS SOBRE ESTA E OUTRAS MAZELAS.

  14. walter disse:

    que Deus te abençoe sempre, e te de muita força nessa luta !

  15. elias disse:

    É o álcool é uma droga lícita em nosso país, e que as companhas feitas pelas industrias produtora é extremamente apelativas e ilusórias. Que fazem os jovens beber e se viciar. Estas campanhas compara a bebida ao corpo de uma mulher. Vejam só .

  16. Adriane - Estados Unidos disse:

    Ainda bem que o meu pai me proibia de quase tudo, por isso nao fiz besteira na minha vida. Eu sempre tive pavor de engravidar e ser mae solteira.
    Tenho colegas que se vangloriavam porque beijaram varios homens em uma festa e sempre achei isso nojento. Ja fui 4 vezes em festas e nunca quis ficar com ninguem, pois nao valorizo o que e’ superficial.

  17. HELIO PIRES disse:

    Não cheguei a ser um alcolotra,mas o dia em que decidi parar de beber usei as seguintes palavras:DEUS ME DÊ FORÇA PARA EVITAR A PRIMEIRA DOSE, e já faz 27 anos,nunca mais coloquei uma dose de bebida alcólica na minha boca.Glórias sejam dadas ao nome de Jesus.Aleluias!!!

  18. Fausto disse:

    Muito emocionante, quando eu era criança tambem passei por isso, mas graças a misericórdia do Senhor o caso não se estendeu tanto como o este. A Roberli tem razão, nós temos o poder mudar tanto a nossa vida quanto a mudar de vez esta nação chamada Brasil, e quem sabe até o mundo, mas o devemos é, antes de dispor qualquer cr´tica propor soluções. Como dizem : -“todos querem ir para o céu, mas ninguem quer morrer”.Nós dizemos servir, temer e amar a Deus devemos dar o 1ºpasso e ñ temer fazer o bem

  19. Valternei Carlos de Oliveira Brito disse:

    Fico feliz por você Sueli,continue lutando, Deus te abençoe.

  20. ezer tandas disse:

    Ainda querem legalizar outras drogas! Isso só pode ser coisa do PT e de outros partidos de Esquerda. Os partidos de Centro e os de Direita fedem menos!

  21. Roberli disse:

    Ate quando vamos ficar so falando, nós evangelicos podemos fazer baixo-assinado e exigir do Congresso covarde, que proiba as propagandas de bebida na tv. Vamos fazer alguma coisa ou ficar so falando so orando? Chega gente, vamos mudar esse país, nos podemos.

  22. Adriana Carvalho disse:

    Parabéns que Deus continue te abençoando!!

  23. Lucidio Carvalho disse:

    É fácil criticarmos as pessoas, mais fácil ainda é pensarmos que faríamos diferente. Só que devemos dar graças a Deus sempre, principalmente quem nunca se envolveu com drogas, e quem consegui sair peça forças para não mais voltarem para elas. Jesus Cristo pode mudar a vida de todo aquele que entrega-la-a nas mãos Dele.

  24. Marcos disse:

    O álcool está entre os maiores vilões do Brasil, junto com as drogas e os políticos.

  25. Valeria disse:

    Esta historia me deixou muito abalada que vc continue sempri asim flor pq na vida de boum so tem a familia o resto quand ajenty precisa e a familia que ajuda naum o rest bebida naum mais familia sim bjjj

  26. Helmonth disse:

    O alcoolismo é um problema que a sociedade deveria levar mais a sério. Ela destrói mais famílias que a maconha, cocaína ou qualquer outra droga.

  27. Mada disse:

    Louvado seja o Nome do Senhor me emociono ler testemunhos nosso Deus é Poderoso é só chama-lo qui Ele vem

Comentários encerrados.