Brasil

Governo libera R$ 190 mi para assistência a venezuelanos em Roraima

Recursos para o atendimento emergencial aos imigrantes foram liberados por meio de medida provisória publicada nesta segunda-feira pelo governo

Recursos para o atendimento emergencial aos imigrantes foram liberados por meio de medida provisória publicada nesta segunda-feira pelo governo

O governo federal publicou na edição desta segunda-feira (12) do Diário Oficial da União (DOU) medida provisória que libera R$ 190 milhões para a assistência emergencial a imigrantes venezuelanos que entraram no País pela fronteira com Roraima.

Este é o primeiro aporte de verbas federais para o estado desde que o presidente  Michel Temer garantiu, no mês passado, que “não faltariam recursos” para lidar com a situação dos imigrantes em Roraima .

A chegada de venezuelanos a Roraima se intensificou nos últimos dois anos como resultado da crise no governo chavista de Nicolás Maduro no país vizinho. De acordo com os cálculos da Prefeitura de Boa Vista, a capital já abriga mais de 40 mil cidadãos venezuelanos, número que representa cerca de 10% da população local, que totaliza cerca de 330 mil habitantes.

Os imigrantes que chegam ao estado têm se acumulado em abrigos na capital e  encontrado dificuldades para conseguir trabalho e condições mínimas de sobrevivência, conforme denunciou a procuradora do Trabalho Priscila Moreto, da 11ª Região de Roraima, em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos do Senado.

Leia também: Alerta em Roraima devido a sete casos de sarampo na capital

Promessa de Temer

Temer esteve em Boa Vista durante o Carnaval para discutir a crise decorrente da entrada dos imigrantes. Na ocasião, o presidente se disse “preocupado” e garantiu que “não vai descansar” até solucionar a questão – que, em seu entendimento, “aflige” não só aos roraimenses, mas a todo o Brasil.

“Quero registrar em letras garrafais que não descansarei enquanto não resolver os problemas de Roraima. Estou preocupado, naturalmente, com esse afluxo intenso de venezuelanos, que cria problemas para o estado de Roraima, mas certa e seguramente vai criar problemas para outros estados se nós não tomarmos algumas medidas de natureza federal”, destacou.

O presidente também lamentou a situação da Venezuela e anunciou que seu governo pretende conduzir os imigrantes que chegam a Roraima a outros estados do País para “diversificar a entrada” de venezuelanos. “Eles saem de seu país porque não há condições de vida no estado venezuelano e vem para cá em situações de miserabilidade absoluta. Vamos deixá-los passar fome? Vamos impedir que eles tenham acesso à saúde? Tudo isso demanda recursos e uma coordenação entre a União, o estado e municípios. Não faltarão recursos”, disse.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: iG

4 comentários

  1. Aílton disse:

    Mais uma falácia sobre Venezuela. Esse país sempre teve intenso fluxo migratório com o Brasil. É um país que SEMPRE foi infinitamente mais pobre que o Brasil, por isso é normal que venha gente de lá para cá. Dados do IBGE revelam curiosamente q há mais Brasileiros indo para lá do o inverso.

  2. Mauro Dias disse:

    O GOV QUE ESTAR AQUI IMPLANTADO E COMUNISTA E SÃO CONIVENTES COM ESSE REGIME DE EXCEÇÃO DE MADURO POIS O BRASIL TEM UM COMUNISTA COMO MINISTRO DO EXTERIOR (O MOTORISTA DO MARIGUELA) PRA CONDUZIR O PAÍS PRA ESSE POÇO DE LAMA DA CORRUPÇÃO ESSE. MINISTRO TEM QUE. RESPONDER PELO SEUS. ATOS ABSURDOS…

  3. Paulo disse:

    Não seria melhor derrubar o maldito do ditador maduro? Assim do jeito que está é fácil ser ditador. Eu instalo o caos, deixo o povo na miséria e mando para os meus vizinhos resolverem. Assim é bom demais!

    1. Aílton disse:

      Maduro não é ditador, ao contrário de Temer foi eleito presidente, por voto direto, nunca deu golpe de estado.

Comentários encerrados.