Mundo

Kim Jong-un teve passaporte emitido no Brasil, diz Itamaraty

Documento do líder norte-coreano foi emitido em 1996 pela embaixada brasileira em Praga

Documento do líder norte-coreano foi emitido em 1996 pela embaixada brasileira em Praga

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) confirmou que a Polícia Federal emitiu passaportes brasileiros para o líder da Coreia do Norte Kim Jong-un e seu pai, Kim Jong-il, em fevereiro de 1996.

Segundo reportagem do ‘G1′, os documentos foram emitidos pela embaixada brasileira em Praga, na República Tcheca, com os nomes Josef Pwag e Ijong Tchoi.

Em 1996, as normas para a emissão do passaporte não exigiam a apresentação de documento de identidade “caso o interessado apresentasse passaporte anteriormente expedido”.

O Itamaraty informou que a Polícia Federal é que deve responder pela emissão destes documentos no Brasil, mas a instituição ainda não se manifestou sobre o caso.

Confira a reposta do MRE na íntegra:

Realizada a pesquisa nos arquivos do Ministério das Relações Exteriores, verificou-se que os passaportes em nome de JOSEF PWAG e de IJONG TCHOI foram emitidos regularmente pela Embaixada do Brasil em Praga, em 26 de fevereiro de 1996, com validade até 25 de fevereiro de 2006, em substituição a passaportes anteriores emitidos no Brasil.

Segundo o as normas em vigor à época, para a concessão de novo passaporte comum, era dispensada a apresentação de documento de identidade, caso o interessado apresentasse passaporte anteriormente expedido.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Notícias ao Minuto

2 comentários

  1. elaine disse:

    Sabe quado alguém vai dar explicação? Nunca!

    1. É verdade, a lei é para todos, menos para tucanos! Retificando, a lei é para todos os petistas, para ninguém de outros partidos.

Comentários encerrados.