Gospel

Mianmar: Guerra invisível expulsou mais de 120 mil cristãos de suas casas

Imagem: DivulgaçãoMilhares de vidas foram perdidas e pelo menos 120 mil cristãos foram deslocados de suas casas por causa do conflito com o Exército Independente de Kachin (KIA) desde que os militares tomaram o controle do país em 1962. Em 2018, quase 7 mil pessoas pertencentes a um grupo minoritário cristão fugiram de suas casas por causa de combates entre o exército e um grupo rebelde. As informações foram divulgadas pela Cruz Vermelha.

“É uma guerra onde civis estão sendo sistematicamente atacados por membros do Exército de Mianmar. A comunidade internacional escolhe ignorar isso”, diz a analista política e escritora Stella Naw em entrevista ao jornal britânico The Guardian. Segundo ela a atenção internacional tem se concentrado apenas na crise humanitária enfrentada pelos muçulmanos no país.

Segundo San Htoi, secretário-geral da Associação de Mulheres de Kachin, na Tailândia, o conflito é uma guerra invisível. “É uma guerra invisível. Recentemente representantes do Conselho de Segurança da ONU vieram fazer uma vista, mas foram apenas ao estado de Rakhine e deixaram o país sem saber sobre a situação de Kachin.

Para Thomas Muller, analista da Organização Portas Abertas, é improvável que a situação atraia atenção, pois Mianmar está cada vez mais sob influência econômica e política da China.

“A China apoia a minoria Wa em Mianmar e pode efetivamente vetar qualquer inquérito sobre a situação de qualquer minoria, e muito menos quaisquer melhorias ou medidas para acabar com a guerra civil”, acrescentou Muller.

Após o bombardeio de uma escola missionária no estado, que aconteceu no dia 12 de maio, Hkun Htoy Layang da Fundação Kachin Relief disse à Christian Solidarity Worldwide: “É escandaloso que o exército de Mianmar tenha como alvo uma escola missionária Kachin Baptista. Estamos muito preocupados que o exército esteja atingindo mais civis em todo o estado de Kachin, com impunidade”, finalizou.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Guia-me

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*

Você tem caracteres para usar.