Brasil

Moro decide que R$ 16 milhões do tríplex vão para a Petrobras

Imagem: DivulgaçãoO juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, determinou que os R$ 16 milhões em reparação de danos decididos por ele no processo que envolve um tríplex no Guarujá sejam integralmente destinados à Petrobras (PETR4.SA).

A decisão se deu em resposta a embargos de declaração feitos pelos advogados que representam a estatal, que pediram ao juiz que deixasse claro na sentença – na qual condenou, entre outras pessoas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – que o montante deveria ficar com a Petrobras, apontada pelo juiz como vítima dos crimes de corrupção.

“Pelo exposto na sentença, restou claro que houve acerto de corrupção envolvendo contratos da Petrobras, sendo ela a vítima. Assim, tanto o produto do confisco criminal como o valor mínimo para a reparação dos danos são devidos à Petrobras”, escreveu Moro em despacho.

“Embora a ver do juízo isso estava implícito na sentença, não há óbice em deixá-lo explícito”.

Moro condenou Lula neste processo por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 9 anos e 6 meses de prisão, sem, no entanto, determinar que o ex-presidente fosse preso imediatamente. A defesa de Lula nega quaisquer irregularidades.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Reuters

3 comentários

  1. paulo disse:

    Já votei no lula sim!mais tem que ser feito justiça independente se é Lula Aecio Temer ou quem quer q seja tem que a justiça prevalecer

  2. Apenas um dia após Lula confirmar sua candidatura a presidente em resposta à sentença do triplex, o juiz Sergio Moro decidiu tirar da gaveta um pedido de bloqueio de bens feito pela Lava Jato há mais de 9 meses, e mandou sequestrar até a aposentadoria do petista. É o que informa o Estadão de hoje.

  3. Marcio Pedro da Silva disse:

    Bravo !

Comentários encerrados.