Mundo

OMS: epidemia de Aids entre gays cresce de forma alarmante

Imagem: DivulgaçãoA Organização Mundial de Saúde (OMS) sugeriu pela primeira vez que todos os homens que fazem sexo com outros homens devem tomar remédio antirretroviral e usar preservativos. A indicação vem em um momento em que as taxas de infecção pelo HIV entre gays estão atingindo altos níveis em todo o mundo.

A nota “recomenda fortemente que os homens que fazem sexo com homens devem considerar tomar medicamentos antirretrovirais como um método adicional de prevenir a infecção pelo HIV”.

Gottfried Hirnschall, chefe do departamento de HIV da OMS, afirmou que as taxas de infecção entre homens homossexuais estão aumentando novamente após 33 anos do pico da epidemia. O pesquisador acredita que há uma diminuição do medo da infecção entre os jovens, devido ao acesso a medicamentos que permitem que pacientes vítimas da Aids vivam com a doença. Isso faz com que a prevenção diminua, segundo ele.

Atualmente, o grupo de jovens homossexuais homens possui 19 vezes mais chances de infecção do que a população em geral.

“Nós estamos vendo a epidemia explodir”, disse Hirnschall.

O uso de antirretrovirais seria uma complementação à prevenção. A utilização de um único comprimido com a combinação de dois antirretrovirais diariamente deveria ser feita junto com o uso do preservativo. Segundo a OMS, isto diminuiria a incidência do HIV entre homens entre 20% a 25% e evitaria um crescimento desproporcional da Aids na próxima década.

A advertência também foi sugerida para outros grupos de alto risco, com o alerta de que homens que fazem sexo com outros homens, transsexuais, prisioneiros, pessoas que usam drogas injetáveis e profissionais do sexo, juntos, correspondem a cerca de metade de todas as novas infecções pelo HIV no mundo.

A OMS também alerta que muitas vezes são estes grupos que possuem menos acesso aos serviços de saúde devido à criminalização ou ao estigma que sofrem, o que faz com que fiquem temerosos em procurar ajuda, mesmo quando ela está disponível.

Segundo Rachel Baggaley, do departamento de HIV da OMS, ao não procurar os serviços de saúde, estes grupos terão “inevitavelmente mais infecções nessas comunidades”.

Globalmente, as mulheres transexuais e os usuários de drogas injetáveis​​, por exemplo, possuem cerca de 50 vezes mais riscos de contrair a doença do que a população em geral, já entre os profissionais do sexo, o risco é de 14 vezes a mais.

Quando a incidência da doença é analisada na população em geral, o número não é tão alarmante e demonstra progressos. Entre 2001 e 2013, o número de pessoas que contraíram o vírus HIV diminuiu em um terço. Até o final de 2013, cerca de 13 milhões de portadores do vírus recebiam tratamento, reduzindo drasticamente o número de pessoas que morrem de Aids. Hirnschall afirma que, por este motivo, a batalha contra a doença é desigual.

Um dos problemas seria as políticas públicas que concentram a atenção no combate à infecção de HIV entre a população em geral, sem dedicar uma especial atenção aos grupos de alto risco.

“Nenhuma dessas pessoas vivem de forma isolada” afirma Hirnschall ao destacar que os grupos de alto risco podem afetar a população em geral. – Os clientes que utilizam profissionais do sexo possuem maridos, esposas e parceiros. Alguns injetam drogas. Muitos têm filhos.

Deixe seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: O Globo

46 comentários

  1. graca disse:

    Agora estar uma vergonha, todo lugar tem um ser de outro planeta exibindo sua sexualidade, homem, achando que mulher e mulher achando que e homem, deprimente, acho que ja estar na hora de jesus voltar, vai muito maluco p/inferno

  2. Ulica disse:

    E ainda assim, o homem quer continuar com sua imoralidade e o mundo a aplaudir. E depois os cristãos é que são os anti sociais? Que Deus tenha misericórdia

  3. João Luiz disse:

    “[…]! Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, […], herdarão o reino de Deus.” I Coríntios 6:9 e 10.

  4. João Luiz disse:

    “antes que se deitassem, os homens daquela cidade cercaram a casa, os homens de Sodoma, tanto os moços como os velhos, sim, todo o povo de todos os lados; e chamaram por Ló e lhe disseram: Onde estão os homens que, à noitinha, entraram em tua casa? Traze-os fora a nós para que abusemos deles.” Gn 19

  5. Oexgay.com disse:

    E ainda proíbem pessoas de buscarem voluntariamente ajuda para deixarem este estilo de vida. De quem será o interesse? Obrigado Organização Mundial da Saúde por ser autêntica e não esconder a verdade.

  6. Novaes disse:

    Devemos fazer como milhares (talvez) estão fazendo: Educar nossos filhos e filhas contra essa prática nojenta, asquerosa, repugnante. E o melhor antídoto contra esse veneno do inferno é a Palavra de Deus tanto na teoria como na prática! Qualquer outra tentativa diferente dessa é e será inútil. By by

Comentários encerrados.