Gospel

Pr. Lucinho fala tudo que pode e não pode no namoro

Imagem: DivulgaçãoUm dos assuntos que mexe com a cabeça de jovens e adultos é a vida sentimental. Por isso, o pastor Lúcio Barreto, conhecido como Lucinho, fala abertamente sobre “namoro”, em entrevista ao portal da Lagoinha.

Com visual moderno e despojado, pastor Lucinho conquista cada vez mais o público jovem. Ele viaja o Brasil inteiro para falar de uma loucura muito saudável.

Loucura que lhe rendeu três livros lançados pela Editora Central Gospel: ‘Manual de sobrevivência para o jovem cristão’, ‘Johnny, esta noite pedirão sua alma’ e ‘Loucos por Jesus – Vol. I’.

Livros do pastor publicados pela Central Gospel, disponíveis na loja virtual da editora

Pastor Lucinho estuda a vida e o comportamento jovem há 20 anos. Seu ministério é conhecido pela ousadia e bom humor com que a Palavra de Deus é pregada.

Durante a entrevista, entre várias instruções, ele descreve como deve ser um namoro santo e como fugir dos desejos da carne. Confira:

Como ter um namoro santo?

Pr. Lucinho Barreto: Um namoro santo só existe quando há entendimento entre o casal, de que formará uma só carne. Não adianta um lado ser santo e o outro não. O compromisso do casal com Cristo precisa ser muito forte. Já vi jovens começarem o relacionamento orando, jejuando e muito comprometidos, mas um dos lados estava só de fachada. O lado forte é quase sempre influenciado pelo lado fraco. Geralmente e infelizmente não são o contrário, quem está muito bem com Deus, geralmente, é influenciado por quem não está e não o contrário. A primeira coisa no início do relacionamento é você saber em qual terreno está pisando. Sempre proponho o período de “corte” para saber se está pisando em areia movediça ou em um chão sólido, pois assim irá construir a base para um namoro santo, sabendo que aquela pessoa com quem está ama a santidade e a pureza.

Como evitar os desejos da carne?

Pr. Lucinho: Eu só conheço uma força no mundo que faz o solteiro, casado ou qualquer pessoa refrear algum desejo, seja o de comprar, o sexual, o de apetite ou o de dormir, essa força se chama Espírito Santo. Só Ele consegue controlar nossos desejos, ainda mais na juventude, em que isso é tão explorado e descontrolado. Muitas vezes o que acontece com o casal de namorados é o famoso daqui pra ali, o casal sai do culto entra no carro e começa a se beijar, depois se encontra sem roupas, podendo até ter consumado o ato sexual.

Conheço um casal em que ambos especificaram o que não seria feito. A moça disse ao rapaz: “Você não vai encostar ao meu pescoço por motivo nenhum, porque ativa algo em mim que eu não quero”, houve honestidade. Não se pode ficar em certos lugares sozinhos, usar roupas provocantes. É preciso impor limites em um relacionamento, tanto ela quanto ele. Às vezes começa conversando, depois pega na mão, sempre o dia seguinte exige um pouco mais do dia anterior. E aí como muitos jovens não têm perspectiva de se casarem cedo, não vê uma data, não vê uma possibilidade, o casal acaba não esperarando.

Apenas a mulher deve impor limites ou os dois?

Pr. Lucinho: Algumas mulheres “partem para cima”, mas atualmente tanto o homem quanto a mulher precisa frear. Na verdade, para mim, o homem sabe que pode levar a namorada dele para a cama, mas pode também optar por não levá-la, por ver que ela está num dia mais carente. E age assim: “Eu poderia aproveitar da sua fragilidade, mas não vou fazer isso”, e a mesma coisa a mulher, porque a gente entrega 365 dias, mas sempre há três ou quatro que estamos “virados” (sensíveis) e as resistências estão mais baixas. Então, temos que pedir a Deus: “Senhor, não deixe coincidir o dia da minha fraqueza com a tentação ideal, se não será ‘prato cheio’ para eu cair”.

O casal é cristão, mas não segue os preceitos bíblicos. Como ajustar o namoro à luz da Palavra?

Pr. Lucinho: Primeiro é um choque de gestão. Tem que parar com o que está fazendo de errado. Penso que a maioria dos jovens precisa, dentro e fora da igreja, de um período de abstinência de tudo, inclusive de namoro. Muitos sentem medo de não ter alguém, e em um, dois, três anos acabam se envolvendo com tanta gente ou com uma só pessoa, e tão profundamente que não dá para sair e entrar em outro relacionamento.

Assim como um drogado precisa de abstinência, muitos necessitam não apenas encontrar alguém para casar, mas se encontrar primeiro, porque a pessoa não está bem com ela mesma. Então, o casal, primeiramente, deve parar o ato sexual. Se possuir hábitos de ir para o motel, precisa deixar de frequentar. Caso o relacionamento esteja sem limites, deve parar com todas as liberdades. Geralmente (os jovens não gostam que eu fale isso), quando o relacionamento já tem sexo, muita coisa está acontecendo, então, sugiro um “dar tempo” ou até mesmo terminar.

O que defendo é o seguinte: se a pessoa que está com você for de Deus para sua vida, independentemente das circunstâncias, ela irá voltar para você. Quando o casal continua junto fica mais difícil para eles se absterem e fazerem a busca pelo Senhor. Podem conversar, mas devem evitar saírem juntos, ficar sozinhos. Isso para quando forem para o casamento dizerem assim: “Puxa, não venci na área sexual só porque me casei, consegui vencer antes”. Acredito na segunda virgindade, que é quando Cristo entra na vida de alguém. A pessoa pode ter tido a vida mais promíscua, mas Jesus a purificou, e do momento para frente é um recomeço.

O que não posso fazer em um namoro?

*Evite ficar sozinho com o namorado (a);

*Evite entregar demais o coração, tem gente que com um mês, dois meses de relacionamento, diz assim: “Você é tudo pra mim, eu morro sem você”. Vá devagar, não entregue suas emoções tão rapidamente;

*Não fique sem orar;

*Não fique sem ler a Bíblia,

*Não fique sem mentores dentro da igreja, e, principalmente, seus pais monitorando passo a passo do namoro;

*Não misture a vida financeira se não tiver noivado ou ter marcado o casamento,

*Não se isole dos amigos, porque muitos quando começam a namorar se afastam dos trabalhos na igreja e ficam sozinhos, apenas os dois. E se o namoro terminar, não terão mais amigos na igreja. Esses são alguns conselhos simples.

Quais lugares frequentar?

Pr. Lucinho: Indico sempre a casa de ambos, dos pais, pois namorar perto dos pais dá temor. Outra sugestão boa é a igreja e os amigos. Tudo que é feito em grupo é legal. Mas veja que engraçado: o motivo número um de divórcio hoje é o arrependimento de não ter curtido a vida de solteiro. Alguns quando se casam pensam assim: “Nossa, não curti a vida de solteiro, vou voltar a sair, a encontrar pessoas”.

Já o solteiro que pode fazer isso não faz, ele se isola. O solteiro está agindo como casado e o casado quer agir como solteiro. Ainda que esteja noivo(a), é solteiro(a), tem que sair muito com os amigos, sair com o grupo. É lógico que às vezes ele irá sair sozinho ou com outro casal de amigos. Enquanto os homens saem juntos para assistirem a um jogo, as mulheres vão para o shopping. Um tem que dar espaço para o outro, a questão do ciúme tem que ser muito bem resolvida. Os sinais sempre aparecem, ninguém se casa enganado. A pessoa tem que ser honesta com ela mesma, ver algumas coisas que apontam para algo ruim, que possam acontecer dentro do casamento.

O namoro só deixa de ser santo se houver sexo?

Pr. Lucinho: Não, umas das piores coisas que pode acontecer ou talvez seja a pior, é a defraudação: gerar no outro um desejo que não pode ser realizado. Um rapaz me perguntou assim: “Até onde posso ir com a minha namorada um milímetro antes de pecar?”. Eu falei: “É a mesma coisa de você me dizer que quer andar na beirada do precipício. Você anda, mas o risco de você cair é muito grande, pois está muito perto. Então vou lhe dar a seguinte resposta: faça com a sua namorada tudo o que você quiser que um rapaz faça com a com a sua filha quando ela namorar”. “Mas como assim, qual será o limite?” Simples o limite, faça com essa jovem tudo que você puder fazer no altar da igreja”. Entenda que as atitudes são um boomerang, fazer com a filha dos outros é legal, mas a vida anda. Hoje você é estilingue, amanhã será a vidraça. Tome cuidado!

O homem olhar para outra mulher ou vice-versa também traz o pecado para o namoro?

Pr. Lucinho: Não, a gente precisa entender que Deus colocou em nós a condição de apreciar sem pecar. Posso olhar um carro, posso olhar uma mulher e dizer: “Olha que bonita!”, e não desejá-la, arrancar-lhe a roupa em minha cabeça e não levá-la para a cama. Quantas vezes eu e minha mulher, casados, assistindo a um filme ou em lugar, cometamos sobre alguém. Exemplo: Eu e a Patrícia estávamos na praia, quando disse: “Paty, veja esse cara. Poxa, ele está cuidando do corpo, parece mais velho, mas está muito bem, em forma”. Hoje a sociedade está tão pecaminosa, tudo é sexo, arrancar a roupa. É possível apreciar, achar legal sem imediatamente cometer pecado.

Como saber se a opinião de outras pessoas (como amigos, pessoas não cristãs) está influenciando?

Pr. Lucinho: Contar tudo só mesmo para quem pode ajudar. Não vou contar para os meus amigos que estou com uma dor, vou a um especialista, ao médico. Pode ser que você irá se abrir com um amigo(a) que está no mesmo grau que você. As igrejas estão cheias de pastores, casais mais velhos que podem ser mentores, sem contar os pais. Temos o hábito de ir atrás de quem não pode acrescentar nada à nossa vida, e não de quem tem todas as ferramentas, porque já passou por experiências semelhantes, e pode aconselhar, mas às vezes não escutamos. O jovem, principalmente, chega a duvidar dos conselhos da mãe: “Ah, o que a minha mãe pode dizer?” É preciso saber que Deus guardou dentro dos pais um amor pelos filhos que ninguém sente. Logo, eles podem dizer o que servirá como solução.

É bom ser acompanhado por alguém?

Pr. Lucinho: É muito importante o acompanhamento de alguém, pois tem coisa na vida que a gente consegue fazer sozinho, mas há aquelas que acontecem somente com ajuda. E a vida sentimental tem se tornado “calcanhar de Aquiles” para muita gente, e essa é a área mais frágil, mais destruída da vida da pessoa. Então, se a pessoa tiver um coach (técnico), alguém que o aconselha aonde ir, como ir, será muito bom. Digo, porque passei por isso, e tenho o privilégio de fazer atualmente aos outros. Vejo que faz toda a diferença, é um presente de Deus!

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Lagoinha

62 comentários

  1. Ev. Eduardo Melo disse:

    Eu vejo que se os cantores Evangélicos que os jovens se espelhão de algum modo, Que se preocupa-se também em trazer exemplos, como este; falar sobre namoro. Mas a maioria ta preocupada em vender e só isto. FALE QUE SEXO SÓ DEPOIS DO CASAMENTO, QUE FICAR É PROSTITUIÇÃO – PECADO PECADO

  2. miryan disse:

    Muito bom,aprendi muito.Temos que vigiar a todo tempo para não cairmos nas ciladas que o inimigo prepara para os que temem ao Senhor,temos que estar em espirito vigilante a todo tempo.Temos que sempre pedir força ao Senhor porque A Carne é fraca mas o espirito em que nos abita é forte.#Escolhidos :*

  3. samuel disse:

    Pastor lucinho e uma bencao,porem vamos parar com esse moralismo,a maioria dos jovens cristaos ja perderam a virgindade antes do casamento,eu sou um deles,e tambem a maioria vive uma vida promiscua pois tem medo e vergonha de se confessarem.Deixemos Deus com sua graca nos limpar e sejamos sinceros..

  4. marcelo gomes de aquino disse:

    Parabéns, pastor lúcio tenho, 44 ano,sou muito analítico e digo que o senhor é uma benção para os jovens. Gosto da preocupação que tens de explicar o que pode e o que não pode(pecar!). Que Deus te abençoe, amem.

  5. eu gostei das dicas e quando estiver preparada por deus para namorar usarei estas dicas como exemplo,deus que te abençoe e muitisimo obg

  6. RENNAN disse:

    Peço oraçao tem uns cara que faz
    Malabares me chingando ameaçando brigando porque estou evangelizanda en Volta Redonda RJ .

  7. Manoel disse:

    Tá escrito, “porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” Gálatas 6:7. De um modo geral, o nosso sucesso ou derrota depende de nossas escolhas, na minha terceira idade acho que tenho bastante experiências nesse sentido. Semear é válido para ambos os sexos. Já colhi o doce e o amargo.

  8. olhovivo disse:

    Juventude nessa fase é pior que animal no cio, se não tiver uma espiritualidade forte, se afunda na bosta bonito. Hoje estou com 36 anos e sei muito bem como foi essa época dos hormônios, uma bostice.
    Também em qualquer idade que você estiver, se não perto de Jesus, vai passar vergonha mesmo.

  9. Kattia Ribeiro disse:

    Amooo este pastor é referencial para muitos jovens,inclusive para meus filhos.
    Deus te abençoe grandemente , estamos orando por vc ,por sua família e pelo seu ministério.

  10. Marcos disse:

    Joyce, quantos da sua igreja foram trasladados? Porque pelo visto aí só tem santo!!! Belas palavras do Pr. Lucinho. A verdade é que os pais devem estar atentos ao namoro dos filhos, pois as influências externas são muitos fortes. Um exemplo são as novelas globais, que denigrem o valor da virgindade.

  11. rosilene disse:

    Foi muito esclarecedor agora sei com mais precisão como devo agir em meu namoro,estou indo pelo caminho certo debaixo da benção de Deus.Não posso nem quero entristecer pessoas como minha família e amigos que confiam em mim,Deus esta no controle de minha vida por isso eu escolhi esperar o casamento.

  12. myllena gomes disse:

    Você é um abençoado ,obrigada por deixar Deus te usar e assim abençoar as nossas vidas que somos jovens que passamos por dúvidas iguais a essas que foram esclarecidas…Jesus te ama

  13. Rodrigo/AVEC disse:

    José,discordo do seu comentário,quando você diz que as meninas da igreja são mais safadas e que procuram jovens do mundo para relacionar-se. Comentário machista e sem base nenhuma,já que existe homens na igreja sem caráter nenhum,que chama a namorada na igreja para ir no motel,trai suas mulheres,fazem elogios para mulheres no seu trabalho. Ambos,tanto mulheres quanto homens erram na mesma proporção,a bíblia ensina para ambos!!!

  14. claudomiro euclides gomes disse:

    muito boa orientação, a luz do Espirito Santo.

  15. Priscilla disse:

    P/ Pablo .
    Meu querido, o melhor que vc pode fazer é orar pedir a direção de Deus e orar a Deus p q sua namorada mude o comportamento, só Deus poderá moldá-la. “Se vcs ja são uma nova criatura em Cristo Jesus as coisas velhas se passaram e tudo se fez novo” e eh preciso sim deixar as praticas do mundo p traz, nós sozinhos não conseguimos, mas se vc e sua namorada pedirem p o Espirito Santo com certeza, Ele os ajudará. Orem e se consagrem juntos, q no relacionamento Jesus seja a base de tudo

  16. jônatas disse:

    Eu axo que realmente tanto o namorado(a)
    deven orar pra ver si realmente e de Deus esse namoro.
    ” Pq tudo que Deus une o homen nao separa.
    Fica a dica ai,,,,
    Paz seja convosco!!

  17. robson disse:

    ei Joyce…e o papai noel vai bem???

  18. Jose disse:

    Acho que as garotas da igreja devia ler isso…

    todos nós sabemos que as “crentinhas” são as mais safadas
    as “crentinhas” procuram caras de fora da igreja, já que os jovens da igreja não faz o que elas querem.

  19. denilson disse:

    Mais me diz uma coisa, meu irmão hoje em dia, do geito que vcs pastores deixaram o liberalismo entrar nas igrejas,( inclusive vc pastor) . O irmão se converte, ou já é crente na igreja e ver as meninas andam com algumas roupas que meu Deus do ceu. Os camaradas vão pra igreja pra tentar fugir das aparencias, e ver as irmaes bonitonas com aquelas roupas(diga-se de pasagem realmente as servas de Deus são bonitas mesmos) ai meu amigo, ja era.

  20. Rolison disse:

    EU DESCORDO DA PARTE DA 2 VIRGINDADE.
    PORQUE, QUE É VIRGEM, VAI PERDER COM O PRETEXTO DE PODER TER A 2 VIRGINDADE.
    COMO SEXÓLOGO DISSE QUALQUER CONTATO QUE SEJA INTIMIDADES OU QUE SEJA O PRÓPRIO ATO JÁ EH A SUA PERDA TANTO PARA HOMES COMO MULHERES

    “E as suas prostituições, que trouxe do Egito, não as deixou; porque com ela se deitaram na sua mocidade, e eles apalparam os seios da sua virgindade, e derramaram sobre ela a sua impudicícia.” (Ezequiel 23 : 8)

  21. Leandro disse:

    por acaso esse pastor tem autoridade para falar sobre esse assunto?

  22. Pablo Roberto disse:

    Estou passando por um momento muito difícil em meu relacionamento. Gosto muito da minha namorada, ela vai a igreja mas pelas suas atitudes não a considero cristã. Ela ainda é muito envolvida com as coisas do mundo. Eu tenho 22 anos e ela tem apenas 14, deixo passar muita coisa devido ao fato de ela ser muito nova mas oro a Deus para que ela seja transformada. Ela é minha primeira namorada, estou sofrendo. Acho que se terminar vou sofrer muito, mas amo muito o meu Deus tbm. Por favor me ajudem.

Comentários encerrados.