Brasil

Reforma na educação: ensino médio perderá matérias do currículo

Imagem: DivulgaçãoO governo divulgou nesta quinta-feira (22) o texto da Medida Provisória que vai reformar o ensino médio no país. As principais mudanças apontadas no texto são o aumento da carga horária mínima anual, que passa das atuais 800 horas para 1.400 horas, e a flexibilização do currículo, com cortes de disciplinas. Os conhecimentos gerais, guiados pela Base Nacional Curricular Comum, deverão ocupar no máximo 1.200 horas de todo o ensino médio. No tempo restante, os alunos poderão seguir diferentes “itinerários formativos”, com ênfase em diferentes áreas do conhecimento.

Turno integral

Uma das principais mudanças é a ampliação progressiva da carga horária anual mínima, que passará das atuais 800 horas, distribuídas por um mínimo de 200 dias letivos, para 1.400 horas, “observadas as normas do respectivo sistema de ensino e de acordo com as diretrizes, os objetivos, as metas e as estratégias de implementação estabelecidos no Plano Nacional de Educação”.

Para contemplar esta mudança, os colégios terão que obrigatoriamente instituir o turno integral. O texto destaca que a carga horária deverá ser “progressivamente ampliada”, o que dá tempo para que as redes de ensino se adéquem à medida, mas abre espaço para que a implementação seja retardada.

Alteração curricular

A MP também faz profundas alterações no currículo dos alunos. Em vez das atuais 13 disciplinas obrigatórias, os estudantes seguirão a Base Nacional Comum Curricular (ainda em discussão) e poderão seguir por diferentes “itinerários formativos”, com ênfase nas áreas de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional.

A carga horária destinada ao cumprimento da Base Nacional Comum Curricular não poderá ser superior a 1.200 horas da carga horária total do ensino médio. A expectativa era que o Ministério da Educação determinasse que 50% do currículo fosse ocupado pelas disciplinas do currículo básico, que pelas discussões atuais somam 12 disciplinas.

Exclui Artes e Educação Física

O texto não define explicitamente como os conteúdos deverão ser apresentados, mas ressalta que o “ensino de língua portuguesa e matemática será obrigatório dos três anos do ensino médio”. Artes e Educação Física, que eram obrigatórias para todos os níveis do ensino básico, passam a ser obrigatórias apenas nos ensinos infantil e fundamental.

“A parte diversificada dos currículos, definida em cada sistema de ensino, deverá estar integrada à Base Nacional Comum Curricular e ser articulada a partir do contexto histórico, econômico, social, ambiental e cultural”, diz o texto.

Aproveitamento na faculdade

Com o novo sistema de educação por ênfase em áreas do conhecimento, conteúdos cursados durante o ensino médio poderão ser “convalidados para aproveitamento de créditos no ensino superior”, mas isso depende de normatização do Conselho Nacional de Educação e homologação pelo Ministério da Educação.

O texto abre espaço para novos formatos de aproveitamento da carga horária. Atualmente, o ensino médio é dividido em três anos de ensino. Com as novas regras, será possível organizar o currículo em módulos ou adotar o sistema de créditos ou disciplina, como acontece nas universidades.

Para os sistemas de ingresso nas universidades, no caso, vestibulares e Enem, serão considerados “exclusivamente as competências, as habilidades e as expectativas de aprendizagem das áreas de conhecimento definidas na Base Nacional Comum Curricular”.

Formação de professores

No lado da atuação dos professores, a MP traz um ponto polêmico ao abrir espaço para “profissionais com notório saber reconhecido pelos respectivos sistemas de ensino para ministrar conteúdos de áreas afins à sua formação”. Os currículos dos cursos de formação de docentes terão por referência a Base Nacional Comum Curricular.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Agência O Globo

19 comentários

  1. neves disse:

    concordo. Artes e Educação Física não faz falta. a língua portuguesa e matemática, quase todos atrasado, agora ta reclamando porque vão esta mas educados? falar, ler e escrever bem, e saber fazer uma conta com seus elevados e um bom caminhar, certo? certo .

  2. didi disse:

    esse governo é uma piada,mas o congresso só tem o governo que merece,sim! porque esse governo não nos representa…

  3. Francisco Edson disse:

    Isso é uma vergonha !

  4. ROSANGELA CARLOS BARROZO disse:

    PARTINDO DA PREMISSA DE QUE AS CRIANÇAS SÃO “ARRIMO DE FAMÍLIA”, COMO ESTUDARÃO EM HORÁRIO INTEGRAL, VISTO QUE OS PAIS SOZINHOS NÃO TÊM CONDIÇÕES DE MANTER OS FILHOS SEM A AJUDA DOS MESMOS?
    Grata, Rosangela

  5. Araújo disse:

    O q vão fazer c/ os profs. de Ed. Física? A culpa tbm é da Dilma e do Lula?

    1. Hummberto disse:

      Vão dar aulas no Ensino Fundamental. Os adolescentes vão deixar de jogar capoeira e tocar tamborim.

    2. Wellington disse:

      Prezado Humberto, os professores de educação física já leicionam no ensino fundamental. A reforma vai gerar sim desemprego para professores destas áreas retiradas. Abs.

  6. Wellington disse:

    Uma mudança dessa monta que afeta milhões de pessoas não se faz dessa forma. É necessário mudanças, mas não assim. Retirar matérias importantes! Não se faz.
    Escola integral, sem construir uma única sala de aula, hoje tem-se salas lotadas, é para inglês ver. Aff!!!

  7. O interessante, sempre citei o departamentalismo no serviço público e outros vicios admin.. Devido acharem que são dono do País, não entram em debates primeiro com educadores e gente experiente na área, vão mudando tudo depois voltam a tráz. Igual ao Radad, gastou uma grana para cartilha homofobica

  8. Kate disse:

    SOMENTE PESSOAS ALIENADAS E IDIOTAS QUE ACHAM QUE ISSO É BOM. VÃO IMPLANTAR A IDEOLOGIA DE GÊNEROS, ISSO AÍ DE MELHORAR É MENTIRA, É PRETEXTO PRA COLOCAR A BADERNA DENTRO DAS ESCOLAS, FORA TEMER, FORA LADRÕES DA EDUCAÇÃO.

  9. eles querem excluir algumas disciplinas por que não querem que os alunos aprendam a pensar, refletir e questionar o sistema de governo que temos hoje. eles querem pessoas alienadas mas do que ja costumam ser. mas fazer o que, a maioria do Brasil queria ele. queria ver a cara desse povo.

  10. Juliano disse:

    Os esquerdopatas estão de mimimi porque o governo quer retirar obrigatoriedade de sociologia e filosofia, aulas que, quando ministradas por professores esquerdistas, só servem para fazer doutrinação esquerdista nas mentes dos alunos com feminismo, gayzismo, ideologia de gênero e marxismo.

  11. José Verdadeiro disse:

    Atenção Pr Silas
    Estão com essa reforma do ensino médio e a nova bncc-base nacional comum curricular colocando a porcaria e lixo moral de ideologia de gênero nas escolas.

  12. Kate disse:

    PIOR. MANDA O TEMER COLOCAR O FILHO NUMA ESCOLA DESSAS, VAGABUNDO, PEGA SEU MINISTRO DA “EDUCAÇÃO” E VÃO CATAR COQUINHO EM MERCÚRIO CAMBADA DE SAFADOS. FORA TEMER.

    1. Hummberto disse:

      Pela Constituição, quem assume o governo na ausência da (ex) presidenta é o vice-presidente. De acordo com a lei é ele quem devia assumir. Ou vc queria que chamassem o Lula repugnante para nos governar?

  13. Kate disse:

    NÃO É BOM, É PÉSSIMO, VÃO AUMENTAR AS HORAS AULAS NOSSOS MÍSEROS SALÁRIOS CONTINUARÃO CONGELADOS, E OS ALUNOS PREJUDICADOS POIS NÃO TEM LIVROS, A ESTRUTURA ESTÁ CAINDO AOS PEDAÇOS LITERALMENTE NA CABEÇA DE TODOS, NÃO HÁ MATERIAL ADEQUADO PARA ESSE TIPO DE MUDANÇA, OU SEJA, O QUE ESTÁ RUIM, VAI FICAR

    1. Anderson disse:

      Acredito que a mudança seja boa. A partir disto com certeza haverá estruturação em todo sistema.

    2. Hummberto disse:

      Vc parece professora; defende seus interesses. Nossos alunos são péssimos em matemática nos concursos internacionais. Precisam aprender sua língua pátria e deixarem de ser analfabetos funcionais.

  14. Paulo disse:

    Sera que isso é bom?

Comentários encerrados.