Gospel

Sudanesa cristã grávida e condenada à morte é libertada; confira!

Mulher deu à luz na prisão após ser condenada por negar o Islã. Sentença provocou fortes críticas de vários governos ocidentais

Mulher deu à luz na prisão após ser condenada por negar o Islã. Sentença provocou fortes críticas de vários governos ocidentais

Uma sudanesa cristã que foi condenada à morte por negar o Islã foi libertada depois de dar à luz na prisão, informou um de seus advogados nesta segunda-feira (23).

A condenação à forca de Meriam Yahia Ibrahim Ishag em 15 de maio passado provocou fortes críticas de vários governos ocidentais e grupos de direitos humanos. “Meriam foi libertada há cerca de uma hora”, afirmou o advogado Mohamad Mustafa.

Entenda o caso: Sudão: mulher é condenada à forca por ter se casado com cristão

A época, Meriam estava grávida e mesmo assim o juiz também a condenou a 100 chibatadas por adultério. Ele justificou que o casamento com um homem cristão não era válido e que ela traiu a lei islâmica. No início da audiência, um clérigo islâmico falou com Meriam, que estava literalmente enjaulada no tribunal, por cerca de 30 minutos. O objetivo era forçá-la à renúncia do seu marido cristão e a volta ao islamismo. Ela não aceitou e, segundo relatos, calmamente disse ao juiz: “Eu sou cristã e eu nunca cometi apostasia”.

Deixe seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: G1

10 comentários

  1. Glória a Jesus todo poderoso que fez o céu e terra ai sim é exemplo de verdadeiro cristão Deus seja louvado na vida dessa irmã,e q a partir de agora caia sobre ela as benção do senhor constantemente glóóóóóória a Deus.

  2. O ocidente deve prestar MUITA atenção a fatos como este. Pois a qualquer momento a situação pode se tornar diferente da atual. Não é comentário inocente, PROFECIAS escatológicas, estão para se cumprir a qualquer instante. Que O SENHOR abençoe essa família poderosamente.
    Marcus.

  3. Daniel Pedro disse:

    Louvado seja DEUS !!!!!!!

  4. Paulo Sergio Macedo disse:

    Não precisar ser condenado a morte para negar Cristo.Hoje no Brasil se nega Cristo porque o marido é um bebado, porque o filho foi para as drogas, porque perdeu o emprego, porque esta enfermo.Tudo isso culpam o Senhor.

  5. Patrícia Helena de Paula disse:

    GLÓRIA À DEUS. PAZ A ESTA MULHER E SUA FAMÍLIA. ALELUIA! ALELUIA! GRANDE É O SENHOR.

  6. priscila disse:

    GLORIA A DEUS!!!POIS POR ELA NAO NEGAR SUA FÉ EM JESUS,”ELE A HONROU.
    MOSTRANDO AOS SEUS INIMIGOS QUEM TEM O MAIOR PODER DA PALVARA FINAL.
    ESSES TERAM Q VE O DEUS Q ELA SERVE OBRIGADO SENHOR PELA VITORIA DA NOSSA IRMA E SUA FAMILIA AMEM.

  7. walter disse:

    será que teríamos esta coragem aqui no Brasil? morrer pelo nome de CRISTO, chegará o dia que nossa fé será provada aqui no Brasil, aí veremos quem é cristão de verdade.

  8. É bom passarmos essa notícia para alguns simpatizantes do islamismo no Brasil, que costumam florear essa religião. Onde eles são minoria querem toda liberdade, onde são maioria não dão liberdade nenhuma e ainda perseguem cruelmente Fora islam.

  9. lucia cordeiro disse:

    GLÓRIA AO NOME SANTO DO SENHOR JESUS.

  10. JOSÉ CHAVES disse:

    …. tomara que esta perceguição chegue ao brasil ,,,,, qeremos ver …. se mtos.. dos pseudo-cristãos ,,,,, vão suportar ….

Comentários encerrados.