Mundo

Supremo russo confirma proibição de Testemunhas de Jeová

Imagem: DivulgaçãoO Supremo Tribunal russo confirmou nesta segunda-feira (17) sua decisão de proibir a atuação das Testemunhas de Jeová na Rússia, rejeitando um recurso da organização.

“O Supremo Tribunal decidiu rejeitar a apelação da organização contra sua interdição”, aponta a decisão, citada pela agência de notícias RIA-Novosti.

O ministério da Justiça russo havia apresentado uma ação no Supremo Tribunal considerando as Testemunhas de Jeová “uma ameaça para os direitos das pessoas, da ordem pública e da segurança pública”.

A decisão da justiça abriu caminho para o fechamento e confisco de bens das comunidades ligadas às Testemunhas de Jeová na Rússia.

“Mesmo esperando uma decisão negativa, é de toda forma decepcionante”, reagiu o porta-voz internacional das Testemunhas de Jeová, David. A. Semonian, em um comentário escrito à AFP.

“Ainda não é o fim”, assegurou por sua vez Viktor Jenkov, advogado da organização, citado pela agência Interfax.

“Vamos apelar da decisão diante da Corte Europeia de Direitos Humanos” (CEDH), ressaltou.

O grupo religioso afirma contar com 175.000 membros e 395 centros em todo o país, e já travou várias disputas com as autoridades russas nos últimos anos.

Em janeiro, o líder da organização na cidade de Dzerzhinsk foi multado por distribuir material considerado extremista pelas autoridades.

O governo russo dissolveu em 2004 um ramo da organização, uma decisão que a Corte Europeia de Direitos Humanos considerou em 2010 em violação aos direitos da religião e associação.

Para a poderosa Igreja ortodoxa russa, as Testemunhas de Jeová são uma seita perigosa, devido à proibição de transfusões de sangue imposta aos seus membros, entre outras coisas.

A Igreja das Testemunhas de Jeová foi fundada em 1870 nos Estados Unidos por Charles Russel.

Se declaram cristãos e anunciam, através de campanhas incansáveis de porta em porta, a próxima chegada do Reino de Deus sobre a Terra. Mas não reconhecem a natureza divina de Cristo, o que provoca a rejeição de outras igrejas cristãs.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Istoé

6 comentários

  1. ELYAS disse:

    As igrejas deveriam ensinar regras diferentes a seus fiéis, hoje ensinam que não pode usar isso e aquilo, tem que pagar dízimo, dar ofertas, e esquece do principal de ensinar a conviver em harmonia com a sociedade e não lesar seu próximo, cada um tentando engolir o outro.

  2. ELYAS disse:

    É complicado, a Bíblia é uma só e com tantas interpretações diferentes, com isso surgem os conflitos com várias linhas de pensamentos (milhares de religiões), vai entender quem ta certo e quem ta errado. Só sei que devemos seguir os passos de Cristo, o resto é resto.

  3. José Rodrigues disse:

    Precisam prestar contas aos lideres, das horas que saem nas portas e ruas, só assim são batizados.
    Negam a existencia da Alma. Espirito. Inferno. Céus para os salvos. Tranfusão de sangue. Deidade do Senhor Jesus. Morte na cruz. Dizem eles que foi numa estaca. Dizem que só eles são os verdadeiros.etc

  4. José Rodrigues disse:

    Pela graça sois salvos mediante a fe´, isso não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras para que ninguem se glorie. Mas somos feituras suas, criados em Cristo Jesus para as boas obras.(Efésios.2:8-10)
    As Testemunhas de Russel se gloriam pelas obras que fazem nas portas e ruas.

  5. JOÃO BATISTA PINHEIRO disse:

    É incrível ambição dos homens em dominar as pessoas através das religiões e seitas. Deus diz na sua palavra: O meu povo está sendo destruído porque lhe falta o conhecimento. As pessoas estão sendo enganadas porque não examinam as escrituras. A palavra de Deus diz: Crê no SENHOR JESUS e será salvo.

    1. JOÃO BATISTA PINHEIRO disse:

      A salvação é pela GRAÇA. Não precisamos fazer parte de uma instituição ou denominação, pagar dízimos ou ofertas para sermos salvos. “Deus não habita em templos feitos homens e nem tampouco é servido por mãos de homens”.

Comentários encerrados.