Mundo

Um em cada cinco alemães tem preconceito contra judeus

Sessenta e seis anos após a rendição nazista na II Guerra Mundial, o antissemitismo continua presente em 20% da população alemã. Ou seja, 16 milhões de pessoas ainda têm forte preconceito contra judeus – número que equivale, por exemplo, à toda a população da Holanda. O levantamento consta de um relatório recente encomendado pelo Bundestag (Parlamento da Alemanha).

Esse sentimento antissemita, porém, não está ligado necessariamente à violência ou a uma devoção por Adolf Hitler. O preconceito é velado, encoberto sob o tabu do holocausto que ainda incomoda essa sociedade, algo que pode ser facilmente comparado ao racismo no Brasil. “Não significa que essas pessoas ataquem os judeus, mas elas têm sentimentos antissemitas latentes, que não manifestam abertamente. São clichês, ressentimentos e preconceito”, explicou ao site de Veja a historiadora Juliane Wetzel, uma das especialistas do grupo que desenvolveu o estudo.

Mas é importante salientar que esse preconceito é tão perigoso quanto o da época do nazismo, ressalva Peter Longerich, professor de história e fundador do Centro de Pesquisas sobre o Holocausto da Universidade de Londres. Isso porque, explica ele, essas “piadas” são aceitas com naturalidade pela sociedade.

Os especialistas Peter Longerich e Juliane Wetzel com o estudo original em mãos

O especialista, que participou da pesquisa ao lado de Juliane, divide esse antissemitismo em duas correntes: a crítica à política do estado de Israel e a ideia de que, de alguma forma, os judeus estão lucrando com o holocausto – como se a “obsessão” do mundo com o massacre da II Guerra Mundial fosse um lobby israelense. “Muitos alemães sentem vergonha do holocausto, mas há uma minoria que tenta se livrar desse problema comparando a ocupação dos territórios palestinos com o massacre de judeus na Alemanha nazista para tentar compensar seu sentimento de culpa, acusando os judeus de cometer crimes parecidos”, explica. “É uma espécie de antissemitismo silencioso e funciona como um protesto contra o discurso sobre os crimes da Alemanha na II Guerra Mundial”, completa Peter .

O levantamento salienta ainda que esse sentimento não é algo novo. Há pelo menos 20 anos, o número de antissemitas no país varia entre 15% e 20% – e é essa estabilidade que preocupa especialistas, na realidade. “Obviamente, o preconceito e os estereótipos antissemitas são passados de uma geração para outra”, analisa Longerich.

Só que essa não é uma exclusividade da Alemanha, ao contrário do que se possa pensar inicialmente. O sentimento antissemita pode ser observado por toda a Europa, algumas vezes até em proporções maiores. A explicação está, por exemplo, nos primórdios da Igreja Católica, que incentivava a perseguição a judeus na Idade Média, em países como Portugal, Espanha, Rússia, Hungria e Polônia.

Fonte: Veja

27 comentários

  1. Marcelo Marinho disse:

    …nos primórdios da igreja católica, que incentivava a perseguição a judeus na Idade Média, em países como Portugal, Espanha, Rússia, Hungria e Polônia.
    Não precisa dizer mais nada!
    Ave maria da casa da mãe joana sem graça, o verdadeiro Deus não é contigo.

  2. Juliana disse:

    … e se afirmam sem preconceito, deveriam ler Romanos 11 o capítulo inteiro… e completar com I Coríntios 13 além da cartas de João, se o cristianismo não tiver pautado na essência que é a caridade, então é perda de tempo, hipocrisia….

  3. Juliana disse:

    É impressionante como as pessoas que NÃO ENTENDEM NADA de história se metem a fazer análises de processos históricos, e só dizem besteiras, deveriam ler o Challoub, Schwarcz, Petronilha Gonçalves, Paulino Cardoso, Regina Pinto, Hebe Matos, etc. O Brasil é um país racista e anti-semita, infelizmente 90% dos evangélicos são extremamente anti-semita, e expressam da mesma maneira que o racismo se manifesta no nosso país, de maneira cordial. Fazem comentários preconceituosos

  4. frederico westphal disse:

    isso foi coisa do passado, epoca dos nazistas; hoje o povo alemao tem outra mentalidade, e inclusive, ate hoje ajuda o povo judeu financeiramente com indenizacoes pos-guerra.

  5. Moacir S. Andrade Filho disse:

    A quem mencionou Lutero, gostaria de dizer que Lutero não era infalível e nem pretendia ser, como homem e produto do meio, era culturamente alemão e católico romano. Cometeu muitos erros, inclusive não aceitava a Epístola de Tiago e o Apocalípse como livros canônicos. Não me admiro dele ter tido surtos antissemitas. Hoje temos muito mais conhecimento e discernimento da Palavra do que os nossos antecessores na fé. Graças a Deus!!! Provérbios 4:18 Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

  6. Renato disse:

    Outra coisa: comparar discriminação cotra judeus na Alemanha com racismo no Brasil é brincadeira! parece até coisa de militância negra cotista como se brancos não vivessem dificuldades no Brasil.

    Faça uma pesquisa em Israel e veja o que eles pensam do resto do mundo. Tira primeiro a trave do olho para que possa tirar o cisco no olho do outro. Palavras de Jesus. Deus abençoe judeus e alemães.

  7. Renato disse:

    Povo escolhido, mas não perfeito, tampouco favorito! fato é que muitos judeus também demostram grande discriminação contra alemãs e outros não judeus. Amemos os israelitas, mas não a ponto de idolatrá-lo!

  8. Davi Biasi disse:

    O que escrevo é uma verdade, os verdadeiros entenderam, mas os falsos cristãos jamais aceitaram ou receberam a verdade, sinto muito, mas os Céus é para o Trigo e não para o Joio…

  9. Davi Biasi disse:

    Sr…João carlos ferreira frança e esposa Maria, na MENSAGEM DA VERDADE GOSPEL Eles erraram em comparar o que Hitler causou com o racismo no Brasil, qualquer pessoa LETRADA e INTELIGENTE sabe o que estou dizendo..A Dna Maria quis torcer minhas palavras por burrice ou não ter “Q i” para entender e discutir o assunto, o que é feito por muitos covardes, como Judas Iscariotes, Mas leiam o Novo Testamento inteiro e não Estrofes e Orem com Humildade a Deus e a “Gospel” Reconheça que escreveu besteira

  10. fernando sobrinho disse:

    viva Israel para sempre!

  11. felipe disse:

    o povo alemão para mim é um dos mais racistas, xenófagos e preconceituosos do mundo, posam de civilizados e tal, mas no fundo aí esta a verdade, alguém aqui nesse site sabia que martinho lutero tinha ódio dos judeus?

  12. Cininha disse:

    Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!
    Romanos 11:24
    Eu amo e sempre amarei ISRAEL, oro pela PAZ em JERUSALÉM, porque: “ABENÇOAREI OS QUE TE ABENÇOAREM E AMALDIÇOAREI OS QUE TE AMALDIÇOAREM.
    Os Estados Unidos aão os últimos protetores de ISRAEL, JESUS ESTÁ VOLTANDO. ALELUIA!!!

  13. Desde tempos antigos, Deus tem levantado inimigos contra o povo que se chama pelo seu nome, por causa da dureza dele e para puní-los de seus pecados e desvios e até que ele se volte para o Senhor, na pessoa de Yahushua (Jesus?), o messias, esse processo continuará.

  14. Carla disse:

    Nazismo morto e enterrado junto com Hitler, mas o mundo precisa ter cuidado, principalmente com o grupo de nome ” cabeças raspadas” eles são perigosos deveriam ser todos presos, são uma ameaça. Será que têm aqueles que os defenda?

  15. As palavras de DAVI BIASI são as minhas, porem quero complementar: Insinuar aos filhos dos alemães que eles são responsáveis por algo tão terrível como esse episodio, e o mesmo dizer-me que sou responsável pela escravatura, ora, claro que não vou querer contato com quem me “acusa” de coisas tão desprezíveis, o que é pior, vejo sempre nas entrelinhas do dia a dia que os maiores alimentadores de preconceitos são justamente esses que se dizem vitimas, inclusive desprezando o povo evangélico.

  16. lima disse:

    O holocausto foi um crime contra os judeus e também contra a humanidade, mostrando aque ponto o homem pode chegar. que seja sempre lembrado, jamais esquecido, para que coisas assim jamais venham a se repetir na história humana!!!

  17. Gilberto disse:

    “A explicação está, por exemplo, nos primórdios da Igreja Católica, que incentivava a perseguição a judeus na Idade Média, em países como Portugal, Espanha, Rússia, Hungria e Polônia”. Roma (Vaticano) roubou o título de Jerusalém como cidade de Deus. Mas isso tudo é sinal dos fins dos tempos. Antissemitismo, homossexualismo desenfreado, perseguição aos cristãos comprometidos com a Palavra de Deus, e vai por ai afora! Jesus está voltando para julgar tudo isso. Maranata!

  18. Gilberto disse:

    “São clichês, ressentimentos e preconceito”… Ressentimentos!? De quê? De terem ajudado no extermínio de 6 milhões de judeus e a lavar o mundo para uma guerra!? Eles deveriam era se arrepender e restituir o que foi roubado do povo judeu. eles deveriam é retornar para a sã doutrina de onde nunca deveriam ter saído para seguir a loucos como Hitler e seu bando de fanáticos!

  19. douglas silva disse:

    é lamentavel que em pleno século XXI ainda existam pessoas com um pensamento mesquinho em relação a determinado tipo de povo,pessoa…NENHUM povo é melhor do que o outro.

  20. Roberto disse:

    Cinco em cada um… É Bíblico serem perseguidos…

  21. Gabriel P disse:

    É mais sempre houve um sentimento maldoso contra esse povo afinal de contas eles também são chamados pelo nome do SENHOR, lamentavelmente não quiseram receber Jesus como Salvador e por isso vão sofrer a perseguição final do mundo todo contra eles, porque se tivessem se convertido subiriam junto conosco. Mas isso é para que se cumpra o que Deus fala, todo mundo contra Israel como o Apocalipse descreve. Isso mostra que Jesus está próximo.

  22. Iolanda Lopes disse:

    Só um detalhe: até onde eu entend, graças à recusa dos judeus a Jesus, nos tornamos filhos de Deus tbém.
    Deus guarde Israel.

  23. Moacir S. Andrade Filho disse:

    O antissemitismo é um câncer que jamais foi tratado com eficácia e que promete uma metástase generalizada não a longo prazo. Nunca rezarei na cartilha de nenhuma Igreja que se alinhar ao antissemitismo. A dívida que a humanidade tem com o povo judeu é imensa demais para ser esquecida. Como a sociedade moderna poderá negar a grande contribuição do povo judeu na construção da civilização ocidental?

  24. MARIA disse:

    Davi Biasi, Que comentário sem pé nem cabeça! Que afinal tu queres dizer? Que no Brasil há racismo? Claro que não há. Negro no Brasil não é cidadão de segunda classe nem há kun klux klan. Há muita desigualdade social no Brasil, mas nisso somos bem democráticos: há negros, branquelos, pardos, amarelos…. que sofrem por falta de oportunidades de uma boa educação no Brasil por exemplo. Deixa de ser tão bobo!!!

  25. joão carlos ferreira frança disse:

    o davi biasi vc precisa ler mais a biblia porq a palavra de DEUS diz q cada ser humano é responsavel pelos seus atos e q os filhos não seria punido pelos erros dos pais e nem os pais sera punido pelos erros dos filhos e tem mais o texto acima não esta comparando o holocausto com o racismo no brasil o texto esta fazendo uma comparação do preconceito dos alemões com relação aos judeus q todo mundo diz q não tem mas q na verdade tem assim como o racisco no brasil q todo mundo diz q não tem mais

  26. Davi Biasi disse:

    Quem é o louco ou a louca, ou o Burro “” Para comparar o Holocausto de Hitler ao racismo no Brasil…””” Vocês que escreveram essas palavras estão Cegos…Que comparação absurda…Em primeiro lugar os judeus estão muito bem agora, mas pagaram e ainda pagam um preço em seu Pais, por REJEITAR o SEU e Nosso MESSIAS, Nosso Senhor Jesus Cristo e o cruscificaram e disseram que o sangue daquele INOCENTE cairia sobre a cabeça deles e de sua Herança na terra e está se cumprindo, ponto.

  27. Hummberto disse:

    Sentimentos latentes que não manifestam. Como medir um sentimento assim? Será que no Brasil e outros países também não é assim? A mídia ocidental é sempre contra Israel e favorável aos palestinos. Os governos, com exceção dos EUA, sempre votam contra Israel na ONU, inclusive o governo Lula. Mas Deus diz: “Abençoarei os que te abençoarem” (Gn 12.3).

Comentários encerrados.